28 de julho de 2019

Uma amiga indicou // As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones

Sinopse
Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.
Nesse mês de Julho, para comemorar o Dia do Amigo, cada uma de nós do projeto Uma Amiga Indicou fez uma pequena lista de livros com amizades marcantes. Dentre as opções, eu escolhi ler As Batidas Perdidas do Coração, um livro que já estava aqui na minha estante há um certo tempo justamente pela indicação constante da Ale 💗. E não é à toa, desde a primeira página já deu pra sentir o que me aguardava: muitas emoções!
"A verdade que ninguém diz é que a gente muda com a morte, porque é o único jeito de sobreviver a ela.
– E se eu não quiser mudar? E se estiver com medo? [...]
– Se você está com medo, é porque já está mudando. Mudar assusta."
A sinopse já traz um bom resumo da história. O livro é narrado alternadamente pelos pontos de vista da Viviane e do Rafael  um artifício que é sempre bem vindo, especialmente num romance. Viviane é aparentemente mais uma patricinha, porém ao longo das páginas demonstra muita força interior, luta por aqueles que ama, e toma umas atitudes de "não baixar a cabeça" que fizeram-na subir no meu conceito. E não há como ser indiferente a Rafael, o furacão que atinge com tudo, tanto pelo jeito de bad boy que encontrou seu true love, quanto pelo tanto que ele apanha da vida e tem que aprender a se reerguer em cada golpe.
"Seu toque é como um bálsamo para cada ferida que ainda sangra. Porque esse sou eu – não o cara das cicatrizes, mas o maldito com feridas abertas."
Eu nunca tinha lido nada da Bianca Briones, e fico feliz quando encontro obras/escritores nacionais que conseguem brilhar no gênero que se propõem a desempenhar, como é o caso. "As Batidas Perdidas do Coração" é um genuíno, intenso, e redentor romance/drama new adult!

A forma como esse livro fala sobre morte e luto é extremamente aberta, profunda, verdadeira; e faz a diferença. Certamente é o que destaco nele em relação a muito do que já li nessa vida. E logo no começo você já percebe como cada personagem lida com o luto de formas diferentes, inclusive porque foram tipos de perda diferentes: não que uma seja mais triste ou pior que a outra  quem sente é que sabe. Mas fiquei refletindo sobre isso.
"Você precisa se permitir esquecer às vezes. Se sentir dor o tempo inteiro, viver se torna um beco sem saída que te deixa presa à morte para sempre, mesmo que seu coração não pare de bater."
A impressão que tive o tempo todo foi que a autora sabia o que estava fazendo, o que queria entregar ao leitor. Essa é uma história sobre amor e dor (que não se anulam), uma história que te absorve, que não abre mão de sua brasilidade, e que não dá pra parar de ler. E tá aí uma autora que não tem pena nenhuma dos personagens, viu... Não dá nem tempo deles ou nós respirarem!
"Parece tão comum sentir muito entre nós."
Pra vocês terem uma noção, praticamente todos os meus post-its foram parar dentro desse livro, rs. Nunca vi tantas frases de efeito juntas: muitas delas singulares e tocantes, outras que já tinha lido/ouvido em outros lugares... Sem falar nos trechos certeiros de músicas no início dos capítulos, foi um bônus estimulante conferir a playlist que inspirou a autora!


A parte da amizade é realmente admirável e envolve os personagens secundários do livro. Rodrigo, o irmão de Viviane, torna-se melhor amigo de Lucas, primo de Rafael. Viviane tem o amigo Bernardo, a prima Fernanda, e as amigas Branca, Mila e Clara. E Rafael tem o melhor amigo Lex. Eles são um divertido grupo de personagens, que se complementam e se unem em alguns momentos bem complicados para dar apoio e suporte ao casal protagonista. Alguns deles até ganharam seus próprios livros na série: Clara e Bernardo (O descompasso infinito do coração), Branca, Rodrigo e Lex (O desapego rebelde do coração).
"Não há dor que dure para sempre, mas, se durar, estarei aqui."
Eu adorei as primeiras interações da Vivi com o Rafa porque eram um misto de atração e implicância, inclusive acho que esse clima podia ter durado mais um pouquinho... Mas a autora seguiu o caminho do insta love. Só não me senti tão incomodada nesse caso porque ela frisa bem a justificativa da "conexão pela dor". E porque no decorrer da trama ela conseguiu apresentar um relacionamento amoroso mais crível, com altos e baixos, expectativas e decepções, vírgulas e recomeços, certezas e incertezas, etc.
"A verdade é esta: não vou fugir. Ele tem seus problemas, eu tenho os meus, e nos encontramos no meio. Ali, naquele mar sem fim que nos aflige, com todas as nossas dores, frustrações e revoltas. Tudo o que queremos é nos sentir vivos outra vez."
A parte final, apesar de corrida, foi muito muito digna, não esperava menos da moral da história! Do jeito que Rafa e Vivi se agarravam ao que sentiam um pelo outro, uma hora cairiam juntos no precipício... Aprenderam da forma mais difícil que o amor pode não ser suficiente para salvar alguém, se a pessoa não estiver disposta a fazer isso por si mesma.

Eu estava me lembrando da resenha que fiz sobre "O Segredo de Ella & Micha", outro NA que li recentemente. Cheguei a conclusão de que, se eu juntasse as características que me agradaram em cada um desses livros, eu teria O livro NA per(feito) pra mim, hahahah. Pois é, foi por detalhes que acabei por não favoritar "As Batidas Perdidas do Coração". Pra mim, quanto mais as coisas fluam naturalmente numa leitura sem que eu perceba, melhor; e As Batidas teve seus momentos de exagero, digamos assim. Posso citar por exemplo, as cenas hot e palavrões em excesso. Apelos difíceis de funcionarem comigo, mas não tiram mérito nenhum da obra, que levou minha nota máxima e recomendo para aqueles que adoram ficar na torcida pelos personagens e ter o coração conquistado e partido por uma leitura!
"Você zerou a minha vida. Sou uma folha em branco. Não uma folha nova e sem passado, porque seria impossível. Sou uma folha amassada, pisada e provavelmente rasgada em alguns pedaços, mas acho que ainda dá pra tentar escrever uma história nova."
Avaliação: 5,0

Uma Amiga Indicou: Amizades literárias
Blogueiras participantes ♥: Alessandra (Estante da Ale), Carol Antonucci (Caverna Literária), Pâmela (Interrupted Dreamer) e Priscilla (Infinitas Vidas).

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
⇒ Você já segue as redes sociais do blog? ⇐
 FanpageInstagram Twitter

21 comentários:

  1. ESTOU NO CHÃO COM ESSA RESENHA!
    Carolzinha, acho que você nem sabe o quanto eu estava ansiosa para saber sua opinião, porque eu falo tanto desse livro que sei que isso gera expectativas altas, mas a Bianca consegue superá-las.
    Estou tão feliz por ter gostado ♥
    Obrigada por ter dado essa chance a obra!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol! Este livro é maravilhoso, eu gosto muito da série e apenas um dos casais até hoje não me agradou. A Ale é doida pelos livros, logo que vi o post imaginei que tivesse vindo dela a indicação. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol, eu esperava gostar mais desse livro, mas de modo geral eu curti a história e adorei as músicas citadas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carol!
    Já li o livro há um tempo e assim que iniciei a leitura não desgrudei mais.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    Construindo Estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol, tudo bem?
    E eu atrasadíssima na minha leitura, Jesus amado pai HAHAHA! Ainda bem que cês perdoaram meu vacilo. ♥
    Adorei a resenha e fiquei bem curiosa com o livro. Não sou muito fã de NA e de instaloves mas, quando as coisas são bem conduzidas, eu acabo gostando da história. E parece ser o caso dAs Batidas!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carol
    Por incrível que pareça, já li uma obra dessa autora. Mas é uma beeeeeem antigona mesmo. Nem me lembro mais o nome. E, olha, eu não gosto do gênero, mas super indico.
    A escrita dela é realmente gostosa e as horas passam voando.
    Lembro que ela publicou de forma independente. Fale com ela pra você ver, vai gostar.
    Quanto a esse, não li. Mas adorei a sua resenha e adorei a playlist.

    Tenha uma ótima semana.
    Abraços,
    Naty

    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie.
    Eu espero ler algo da Bianca Briones algum dia. Não costumo ler muito nacional, mas fico animada quando vejo um livro não caricato. Apesar do final corrido, tenho certeza que amaria realizar esta leitura. Adorei a resenha
    Beijos.
    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  8. Oi, Carol

    Assim que vi o livro na coluna já tive certeza que tinha sido indicação da Alê. Hahahha
    Eu queria muito ler esse livro, mas não tinha o exemplar. Aí ganhei o exemplar, e a vontade de ler passou! Hahahaha
    Para te falar a verdade nem lembrava que a amizade tinha destaque na história e nem que havia uma abordagem do luto também.
    Tenho que ler qualquer dia desses.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carol!
    Esse livro me fez apaixonar pela escrita da Bianca. Não é o meu favorito da série, mas ele tem um lugar especial no coração
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Que pena que algumas partes na história não lhe agradaram tanto. Nunca li esse livro.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, Carol.
    Eu sempre vejo a Ale indicando a autora e essa série. Mas eu particularmente não gosto desse gênero e principalmente desse tipo de enredo. Por isso vou deixar passar a dica. Mas que bom que gostou apesar de alguns detalhes.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Faz tanto tempo que não leio um New adult e essa história parece muito boa, adorei a sua resenha e fico feliz por você ter gostado tanto da história. É incrível quando os autores suprem nossas expectativas <3

    Beijo
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  13. Oiiii Carol


    Nunca li nada dessa autora e tem um livro de Avalon dela que ja está na minha lista há meio século mas sempre esqueço dele...rsrs. Adorei a resenha, me inspirou em conhecer a escrita da Briones, gosto de livros que trazem quots legais pra gente se inspirar.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Carol.
    Eu tenho esse livro aqui e ainda não li. Essa série foi um mega sucesso na época de seu lançamento e mesmo assim não me animei. Passados alguns anos, ganhei o primeiro livro. Espero me animar qualquer dia desses e gostar tanto quanto você e a Ale.
    Bjus

    ResponderExcluir
  15. Oi Carol,
    Morro de vontade de conhecer os livros da Bianca, só falta ser assinante do Kindle unlimited kkkkkkk
    Essa série parece ser linda, amo narrativas que destacam amizade. E essa trilha linda? Essa música do The Calling é minha favorita.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  16. Oi, Carol! Não conhecia o livro e nem a autora, e apesar de não ter me interessado pela sinopse em si, fiquei curiosa por ser um livro nacional. Faz muito tempo que não leio nada de um autor brasileiro e eu prefiro histórias que se passem em nossas terras, do que em terras estrangeiras, confesso haha.
    Também não gosto de palavrões e cenas hot em livros, são dois recursos que me incomodam bastante, principalmente se forem desnecessários para a narrativa. Vou procurar mais livros da autora :D
    Ótima resenha!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  17. Oi, xará!

    Eu sou doida por livros que contem playlists, acho que a trilha sonora ajuda muito a introduzir o leitor na história. Cheguei a começar a leitura desse livro, mas acho que na época não me agradou muito e deixei de lado. Adorei a resenha e saber mais da história, parece ser bem do estilo que eu gosto, quando possível vou dar uma segunda chance!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Oi Carol! Confesso que não sou muito fã desse gênero literário, mas pela sua resenha é um livro incrível. É muito bom quando alguém nos indica um livro e acerta na escolha. S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  19. Gostei do seu artigo, sempre com dicas e informações importantes. Seu site é um dos meus sites favoritos que estou sempre visitando..

    Parabéns!

    Meu Blog: Apostando em Loterias

    ResponderExcluir
  20. Oi
    que bom que adorou essa leitura, pois pela resenha vi que viciou, esse livro está na minha lista de desejado, mas ainda não comprei e preciso ler, eu já li um romance mais levinho da autora e gostei bastante.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Carol,

    De inicio eu tinha curiosidade de ler algo da autora, mas um dia folheando um livro dela, não curti muito a escrita e o jeito que ela escreve ( pelo menos das partes que vi)
    Fico feliz que tenha gostado. Mas dessa vez eu passo rs.


    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D