18 de novembro de 2018

Booklist // Livros com negros(as) na capa

20/11 - Dia da Consciência Negra

Ultimamente tenho visto editoras e autores com lançamentos que trazem representatividade em suas capas, e isso é realmente muito bom. Especialmente ver negras e negros nas capas de livros me deixa muito feliz e fico aqui na torcida para ver isso cada dia mais. Infelizmente, a maioria dos livros dessa lista eu ainda não li, rs, estou bem lerda com as minhas leituras gente, me perdoem, mas os enredos me chamam a atenção!

Graça e Fúria
Duas irmãs lutam para mudar o próprio destino no primeiro volume de uma série de fantasia repleta de romance, ação e intrigas políticas. Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro. Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes. Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar.

O Ódio Que Você Semeia
Uma história juvenil repleta de choques de realidade. Um livro necessário em tempos tão cruéis e extremos.
Starr aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial.
Não faça movimentos bruscos.
Deixe sempre as mãos à mostra.
Só fale quando te perguntarem algo.
Seja obediente.
Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. De repente o amigo de infância da garota está no chão, coberto de sangue. Morto.
Em luto, indignada com a injustiça tão explícita que presenciou e vivendo em duas realidades tão distintas (durante o dia, estuda numa escola cara, com colegas brancos e muito ricos - no fim da aula, volta para seu bairro, periférico e negro, um gueto dominado pelas gangues e oprimido pela polícia), Starr precisa descobrir a sua voz. Precisa decidir o que fazer com o triste poder que recebeu ao ser a única testemunha de um crime que pode ter um desfecho tão injusto como seu início.
Acima de tudo Starr precisa fazer a coisa certa.
Angie Thomas, numa narrativa muito dinâmica, divertida, mas ainda assim, direta e firme, fala de racismo de uma forma nova para jovens leitores. Este é um livro que não se pode ignorar.
Estou lendo!

The Belles
Camille é uma Belle. Isso significa que ela tem o poder de mudar a aparência das pessoas e ela foi treinada desde criança para isso. Neste mundo, as pessoas nascem com a pele cinza, os olhos vermelhos e o cabelo com textura de palha. Apenas as Belles nascem com cores “normais”.
Junto com suas “irmãs” – outras cinco Belles que passaram pelo mesmo treinamento e cresceram com ela – Camille vai para a capital se apresentar para a rainha de demonstrar os seus poderes. A que se sair melhor de acordo com a rainha, será escolhida como Favorita, e viverá no castelo junto da realeza.
O sonho de Camille de se tornar uma Favorita se desmancha quando sua irmã e melhor amiga, Amber, é escolhida no lugar dela. Mas não muito tempo depois, Amber é substituída por Camille como a favorita, algo que nunca havia acontecido antes na história. Sem entender porque Amber foi expulsa, Camille entra no conflito de realizar o seu sonho e descobrir o que aconteceu com a irmã. Quando ela conhece e passa a atender a princesa Sophia, Camille percebe que a vida na corte  é muito mais complicada e perigosa do que ela imaginava.
Ao mesmo tempo, uma das irmãs de Camille foge da casa de chá em que estava trabalhando e Camille descobre que todo o conhecimento que ela tinha sobre o dom e o dever das Belles, era uma mentira.
Este livro será lançado pela Plataforma 21 (esperemos que com uma capa na mesma vibe... ;)

A Poeta X
Best-seller do New York Times sobre uma adolescente que conta sua história através de uma poesia intensa, crua e poderosa. Xiomara Batista se sente sem voz e incapaz de se esconder no Harlem. Desde que seu corpo ganhou curvas, ela aprendeu a deixar os punhos e toda sua raiva falarem. E, em contraste com as regras da mãe religiosa, Xio tenta expressar suas próprias crenças através da poesia: a garota derrama toda frustração e paixão nas páginas de um caderno, recitando as palavras para si mesma como orações.
Em seu romance de estreia, Elizabeth Acevedo aborda dúvidas e experiências frenquentes da adolescência – religião, relacionamento e autoaceitação –, apresentando essas questões por meio das lentes da herança afro-latina de Xiomara.
Acevedo elevou o romance escrito em verso a uma ferramenta poderosa, fornecendo aos leitores uma narrativa incrivelmente viciante e deliciosamente rítmica, implorando para ser lido em voz alta. A autora traz um ponto de vista único para aqueles que convivem com todo tipo de preconceito e procuram por si mesmos na literatura e na vida.

As Luzes Mais Brilhantes
Julién passou por uma fase terrível e seu coração ainda está despedaçado. Agora, ele decidiu viver um dia após o outro, tentando compreender as particularidades dessa cidade enorme que é São Paulo, onde ele vive, mas se sente sozinho. Porém, um dia, quando cruza a Avenida Paulista de bicicleta, ele tromba com Bruna, a aprendiz de cineasta mais diferente que já viu. Por causa desse momento tão inesperado - e quase trágico -, eles decidem tomar um café. E, depois desse café, nada mais foi como antes. Talvez algo possa surgir entre as luzes mais brilhantes da Paulista e repetidos cafés no Starbucks. Talvez eles – e os leitores – possam descobrir se e existe ou não amor em SP.
Tenho esse, estou doida pra ler 😍



Esse Tal de Amor
Rochelle é uma jovem garota que não gosta do seu nome, seu cabelo cacheado e tem pavor de matemática. Ama sua família e as melhores amigas, com as quais vive experiências incríveis e algumas nem tão incríveis assim. Chér é uma garota gentil e divertida que adora música e é viciada nas redes sociais. Nutri uma paixão secreta por Ezequiel, o garoto mais quente do colégio São Pedro. E o que Chér mais deseja é perder seu famoso BV e ser pedida em namoro pelo bonitão de olhos azuis.
Tudo o que Rochelle não sabe é que os planos nem sempre saem como desejados e que Esse Tal de Amor é bem mais complicado do que se pode imaginar.
Um livro ambientado na tão inesquecível adolescência, repleta de risadas, amizades, incertezas, fé, beijos e amor.

Em Suas Mãos
Luiza é uma advogada bem-sucedida que busca crescer mais a cada dia, sem abandonar seu principal objetivo: ajudar pessoas.
Ela sabe o quanto precisou lutar para conquistar sua posição e valoriza muito sua vida profissional.
André é um paisagista apaixonado pela natureza e pela vida.
Apesar das mágoas causadas por um casamento fracassado, ele ainda acredita que o amor está por aí, esperando para germinar, como as sementes de suas flores.
Luiza se fechou para o amor.
André tem o amor na ponta dos dedos.
Quando seus caminhos se cruzam, cabe a Luiza escolher se deve se abrir e a André aceitar ou não a proposta que vai mudar a vida de ambos para sempre.
Mas antes ele precisa decidir até que ponto iria para salvar sua família.
'Em suas mãos' conta a história de um amor improvável e ao mesmo tempo destinado a acontecer.

negras e/ou negros
Duas almas atormentadas unidas por uma grande paixão: a música. A linda e encantadora Jasmine Greene nasceu para brilhar. Cantora nata, ela cresceu sabendo que tinha vindo ao mundo para ser famosa, pois sua mãe — uma artista frustrada que concentrava na filha todas as suas expectativas — não a deixava se esquecer disso um minuto sequer. A vida da jovem de 16 anos se resume a estúdios, aulas de dança e canto e a inúmeros testes para ser o grande nome da música pop. Ela não tem tempo nem de ir à escola, é educada em casa e sofre com a rotina atribulada. Para Jasmine, o pior de tudo é não poder cantar soul, sua paixão. Mas ela não reclama, porque, na verdade, seu maior sonho é fazer com que a mãe tenha orgulho dela. Elliott Adams é uma alma atormentada. Para ele, cada dia é uma batalha a ser vencida. O rapaz tímido, humilde e franzino sofre bullying na escola por causa de sua aparência e por ser gago. Mas ele é mais forte do que imagina e encontrou em seu saxofone uma válvula de escape. Tira todas as suas forças dos acordes de Duke Ellington, Charlie Parker e Ella Fitzgerald, seus maiores ídolos. Quando Jasmine finalmente consegue a permissão da mãe para frequentar a escola pela primeira vez na vida, sente que ganhou na loteria. Adora estar cercada de pessoas da sua idade, que vivem os mesmos dilemas e questionamentos… ela só odeia ver o garoto mais encantador que já conheceu na vida sofrer na mão dos valentões e fará tudo o que estiver ao seu alcance para mostrar a Elliott que ele não está sozinho. Aos poucos, esses dois jovens sofredores irão descobrir que têm muito mais em comum do que o amor pela música. Mas será que vão superar as reviravoltas que o destino preparou para eles?

Aquele Fim de Semana
Tatiana passou por grandes mudanças em sua vida. Viajou para fora do país, deixando para trás sua família, sua igreja e Bernardo, seu grande amor. Anos depois, ela retorna para casa e não é mais a mesma garotinha assustada que desembarcou em Nova York. De volta ao interior do Rio de Janeiro, Tati tem tudo o que poderia ter desejado na vida: é uma roteirista formada e namora Nick, o cara dos sonhos de qualquer garota. Mas, quando revê lembranças do passado, algo começa a incomodá-la. Quando foi que ela se afastou tanto de Deus e de tudo o que acreditava? Sua mente começa a entrar em conflito, com tantas perguntas sem resposta. Numa tentativa de dar um tempo de seus pensamentos conturbados, ela aceita a proposta dos pais e decide passar um final de semana no retiro de jovens de sua antiga igreja. Tati sabe que seu relacionamento com Deus está por um fio e isso começa a afetar outras áreas da sua vida, mas até onde ela estará disposta a ir para recuperar a fé? Será que um final de semana pode mudar toda a sua história?
Embarque com ela nessa viagem de perdão e cura e deixe que Deus dê a resposta para todas as suas respostas...
Comovente romance cristão da minha diva Thaís Lurco

A História de Malikah
Malikah conheceu muito cedo toda a crueldade de que o ser humano é capaz. Escravizada e trazida ainda criança da África ao Brasil, sofreu as mais diversas formas de violência, especialmente depois de ter engravidado de Henrique, o filho do dono da fazenda onde trabalhava. Mesmo sendo resultado de uma relação de amor, estar grávida de um de seus senhores era uma afronta aos homens da casa-grande, por isso Malikah foi duramente castigada e quase morta.
Malikah e seu bebê, Hasan, só conseguiram escapar com a ajuda de Cécile e Fernão, que lhes deram abrigo na Quinta Dona Regina, um lugar novo onde todos, brancos e negros, poderiam viver em liberdade. Porém, mesmo com a relutância de Malikah, Henrique continua por perto, arrependido por não ter protegido sua amada e tentando se aproximar de Hasan.
Mas como um homem que foi ensinado a cometer tantas atrocidades poderá dar a uma criança o amor incondicional? Apesar de Malikah ainda sentir algo por ele, é possível perdoar alguém que representa para ela tantos anos de injustiça e sofrimento?



A primeira vez que os pesadelos vieram, quase custou a vida de Alice. Agora ela é treinada para lutar contra criaturas monstruosas no reino dos sonhos sombrios conhecido como País das Maravilhas  com armas mágicas e habilidades de luta hardcore. No entanto, até mesmo guerreiros têm um toque de recolher.
A vida no mundo real de Atlanta nem sempre é tão simples, como Alice faz malabarismos com uma mãe superprotetora, uma amiga de alta manutenção e um GPA escorregadio. Manter os pesadelos à distância está se tornando um emprego em tempo integral. Mas quando o mentor bonito e misterioso de Alice é envenenado, ela tem que encontrar o antídoto, aventurando-se mais profundamente no País das Maravilhas do que antes. E ela precisará usar tudo o que aprendeu nos dois mundos para evitar perder a cabeça ... literalmente.
Lançamento estrangeiro, não sei se chegará por aqui!

Resultado de imagem para monica e enzo e todos os dias
Mônica gosta de rotinas. Ela aprendeu a evitar situações desconfortáveis por causa delas. Com dezessete anos, cinco irmãos, um talento nato para a fotografia e uma paixão antiga pelo Enzo, o maravilhoso goleiro do time da escola, Mônica está muito bem, obrigada.
Contudo, um mal entendido coloca Mônica como fotógrafa oficial dos jogos, o que significa encontrar com o astro do time de futebol, consequentemente o amor da sua vida várias vezes no dia. Passos bem calculados se tornam uma sequência de incidentes inesperados, como encontros nas festas da escola e sorrisos apaixonados. Espera aí... O Enzo, apaixonado por ela?
De repente, Mônica precisa lidar com as reviravoltas da vida adolescente, coisas que até então tinha conseguido evitar. Mônica e Enzo e Todos os Dias é a história de um amor surpreendente e cheio de possibilidades. Será que a Mônica vai conseguir fugir dos seus medos para viver esse primeiro amor?
YA fofo + Mocinho negro = 😍

Resultado de imagem para aos dezessete anos
Quando tinha dezessete anos, Marilyn viveu um amor intenso, mas acabou seguindo seu próprio caminho e criando uma filha sozinha. Angie, por sua vez, é mestiça e sempre quis saber mais sobre a família do pai e sua ascendência negra, mas tudo o que sua mãe contou foi que ele morreu num acidente de carro antes de ela nascer.
Quando Angie descobre indícios de que seu pai pode estar vivo, ela viaja para Los Angeles atrás de seu paradeiro, acompanhada de seu ex-namorado, Sam. Em sua busca, Angie vai descobrir mais sobre sua mãe, sobre o que aconteceu com seu pai e, principalmente, sobre si mesma.





Resultado de imagem para tudo e todas as coisas
Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano.
Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.
Excelente YA!

As Estrelas Sob Nossos Pés

Há um abismo na alma de Lolly Rachpaul. Aos doze anos, raiva e tristeza são tudo o que o garoto consegue sentir. Costumava ser diferente antes, quando Jermaine ainda estava por aqui.
Mas, desde que aquele tiro que silenciou a vida do seu irmão mais velho, Lolly deixou de ser uma criança alegre. Aliás, no Harlem - um bairro típico de negros e latinos em Nova Iorque - a infância passa tão acelerada quanta uma bala. Se não estiver atento o bastante, as ruas e suas gangues te engolem.
Vivenciando o luto em tempos de ódio, como preencher as partes que ficaram faltando dentro de si? Para Lolly, a resposta pode estar em Harmonee - a cidade imaginária que está construindo com as peças de Lego que ganhou de presente da namorada de sua mãe. A arte do garoto será sua forma de resistência à crueza do mundo, e uma ponte que sustenta novas e antigas amizades.
As Estrelas Sob Nossos Pés dá voz à personagens que são poucos retratos, e que tanto precisamos ouvir: jovens pobres, expostos à desigualdade, ao preconceito e à violência desde muito cedo. Diante do luto e da luta de Lolly para ter um destino diferente do irmão, devemos ouvir e valorizar uma verdade que jamais poderemos esquecer: Vidas negras importam.


Jane McKeene nasceu dois dias antes de os mortos começarem a percorrer os campos de batalha de Gettysburg e Chancellorsville - descarrilar a guerra entre os Estados e mudar a América para sempre. Nesta nova nação, a segurança para todos depende do trabalho de alguns, e leis como a Lei de Reeducação Nativa e Negra exigem que certas crianças frequentem escolas de combate para aprender a matar os mortos. Mas também há oportunidades - e Jane está estudando para se tornar uma Attendant, treinada tanto em armamento quanto em etiqueta para proteger os abastados. É uma chance de uma vida melhor para garotas negras como Jane. Afinal de contas, nem mesmo ser filha de uma rica mulher sulista poderia salvá-la das expectativas da sociedade.
Mas isso não é uma vida que Jane quer. Quase concluída com sua educação na Escola de Combate da Miss Preston em Baltimore, Jane está voltando para sua casa em Kentucky e não presta muita atenção à política das cidades do leste, com sua conversa de retornar a América para a glória de seus dias antes que os mortos se levantassem. Mas quando as famílias ao redor do condado de Baltimore começam a desaparecer, Jane é pega no meio de uma conspiração, uma que a encontra em uma luta desesperada por sua vida contra alguns inimigos poderosos. E os mortos inquietos, ao que parece, são os menores dos problemas dela.
+1 lançamento estrangeiro


Os homens negros ficaram um pouco em desvantagem, né? Cadê os livros hot's nessas horas pra colocar alguns sem camisa nas capas? KKKKKKKKKK

9 comentários:

  1. Oi Carolzinha!
    Gostei de ver o livro da Bianca nessa lista. Tanto “Em Suas Mãos” quanto “Em Seu Coração” são histórias maravilhosas!
    Ah. E “O Ódio Que você semeia” vai ser meu post também para essa data!
    Beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol. Tudo bem?
    Da sua lista eu já li três: O Ódio que Você Semeia, Aos Dezessete Anos e Tudo e Todas as Coisas. Gostei das três leituras. E preciso ler alguns dos que estão nas suas dicas. E acho muito bom que os autores estejam trabalhando mais este temas.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol! Tudo bom?
    Quando entrei pro Bingo da Literatura Negra que a Solaine Chioro criou, me bateu um momento de QUE ABSURDO porque pra achar títulos escritos e protagonizados por personagens negros (ainda mais publicados aqui no país) foi muito difícil. É tão importante quando tu tem uma arte de capa dando espaço pra diversidade, e ainda melhor perceber como isso tem aumentado com o passar dos anos <3
    Obrigada por citar Mônica e Enzo aqui :') menino Enzo meu maior orgulho.
    The Belles tá na minha TBR desse mês, tô com fé de que vai ser uma leitura muito boa. AMO 'O ódio que você semeia', virou um favorito da vida.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol.
    É tão difícil encontrar livros que tenham negros nas capas, até porque é difícil ter negros como protagonistas ou em algum lugar nas histórias.
    Gostei bastante das que escolheu. Espero ler Tudo e Todas As Coisas Em Breve.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol,
    Eu tenho livros na estante que nem sabia que tem relação com a consciência negra, claro, eu não li eles ainda, mas agora vou dar prioridade. Eu tenho o livro da Marina Carvalho e Graça e Fúria.
    Eu também estou bem lenta nas minha leituras.
    Até mais!
    Lídia
    www.depoisdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carol!
    Que hino de post!
    Deses, já li O Ódio que Você Semeia, Em Suas Mãos e Mônica e Enzo. Amo todos.
    Alguns estão na lista para ler, como A Blade So Black e The Belles
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oi, xará!

    Desses, quero muito ler Mônica e enzo e todos os dias, O ódio que você semeia e Graça & Furia. Mas na verdade mesmo eu quero é ler todos hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Carol, tudo bem??

    Adorei a sua postagem. ficou bem linda!!!!

    Eu fiquei extremamente curiosa sobre The Belles, agora que sei que virá para o Brasil, ficarei de olho e torcendo que a capa seja da mesma vibe. Um xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei a lista dos livros citados eu tenho o da autora Marina Carvalho e AMEI o livro foi muito bem escrito e história envolvente.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D