quarta-feira, 10 de maio de 2017

Filme // O Doador de Memórias



Filme: O Doador de Memórias
Título Original: The Giver
Ano: 2014
Gênero: Drama/Fantasia/Ficção Científica
Direção: Phillip Noyce
Elenco: Brenton Thwaites, Alexander Skarsgard, Jeff Bridges, Katie Holmes, Odeya Rush, Meryl Streep, Taylor Swift, entre outros.
Duração: 97 minutos
País: EUA
Avaliação: 4,0

Sinopse:
Na trama, o jovem Jonas vive em uma sociedade futurista e distópica que apagou as memórias de seus cidadãos, transferindo a responsabilidade de manter a lembrança do passado a uma única pessoa, o Receptor. Jonas é selecionado para esse serviço, mas depara com o difícil treinamento dado pelo Doador do título.
Resultado de imagem para the giver movie

Não sei se é só impressão minha, mas essa não é uma distopia muito falada. Eu, pelo menos, só fiquei sabendo da existência do livro quando o filme foi lançado. Mas vamos considerar que o livro é de 1994, então, é compreensível, rs.

Como sempre acontece quando eu não tenho certeza de que vou gostar de ler determinada história, assisto ao filme primeiro pra conhecer os detalhes. E eu realmente não sabia muitas coisas sobre "O Doador de Memórias".

Eu gostei! De verdade!

Tudo bem, até hoje eu não "desgostei" de nenhuma história distópica, mas todas têm seus altos e baixos. Eu diria que O Doador tem uma ideia bem original: uma sociedade sem as memórias do passado para evitar conflitos no presente não me soa algo tão impossível, rs. Algo interessante nisso é que não foram apagadas apenas as memórias "ruins", mas as "boas" também; isso acaba sendo relativo.

Por exemplo, assim como as pessoas não sabem o que é a morte, também não conhecem a sensação de beijar ou dançar. O mundo deles é percebido em preto e branco para que não hajam diferenças entre as pessoas. Como é explicado no filme, é uma grande cadeia, uma coisa boa pode levar a uma coisa ruim.

Resultado de imagem para the giver gif

Porém/contudo/no entanto, todas essas memórias não poderiam simplesmente serem perdidas para todo o sempre, e por isso, existe o doador de memórias. Então o Jonas, nosso protagonista, é selecionado como o único receptor delas. Tudo isso é feito de forma discreta dentro do sistema dessa sociedade.

Conforme o Jonas gradativamente vai recebendo todas essas informações do doador anterior a ele, inevitavelmente, sente vontade de compartilhá-las com as pessoas que conhece; porém, essa necessidade acaba atingindo níveis muito maiores no desenrolar da trama.

Resultado de imagem para the giver movie

Certo, eu gostei da história. Apesar de ter aqueles elementos que já conhecemos (o adolescente de 17 anos, uma cerimônia básica no começo, um casal em formação, uma "fronteira"), tem uma pegada um pouco diferente das distopias que temos visto no cinema. 

Tem muita humanidade nesse filme. O jogo de fotografia é cativante. Achei o romance equilibrado em relação ao que realmente importava ali na história. Mas não é um filme que preza a ação, por exemplo. Aliás, o desenvolvimento foi muito rápido, não houve tempo suficiente para executar. O clímax dura muito pouco e o final acaba não tendo o impacto que deveria (só isso? acabou?), apesar da última cena te deixar curioso para a sequência. Mas aí eu me pergunto: será que vai haver uma?

Bem, no que diz respeito aos livros, sim. O lamentável, é que "A Escolhida", sequência de "O Doador de Memórias", não segue bem de onde parou o primeiro livro: é uma outra história, dentro do mesmo universo, assim como também no terceiro livro "O Mensageiro". E aí dizem que finalmente no quarto livro (ainda não publicado no Brasil) é que essas três histórias vão se juntar e continuarem a partir do desfecho do 1° livro. Ufa! Eu fiquei super curiosa pra ler a história, acredito que o desenvolvimento nos livros seja bem melhor; mas o fato de serem quatro desanima um pouco. Já no cinema, não há informações sobre uma sequência, mas acho digno que continuassem, né? (eu já partiria pra adaptação do 4° livro u.u)

Eu penso que talvez essa história ainda não seja tão conhecida justamente por ainda não ter tido um fim (na literatura). E também pela questão de não ter um ritmo eletrizante e de ação como o de Jogos Vorazes ou Divergente, mas esse fato não tirou o brilho pra mim.

Então assistam, tem na Netflix! ;)

Resultado de imagem para o doador de memórias gif

Ps 1: Jeff Bridges e Meryl Streep arrasaram nas atuações *-* Mas o elenco no geral fez um bom trabalho!
Ps 2: O filme teve uma inconsistência gritante: o fato de um bebê conseguir sobreviver a uma jornada de dias sem comida direito, caindo de uma cachoeira e passando frio na neve. Não dá né? XD

11 comentários:

  1. Oi, Carol. Eu não sabia que O Doador de Memórias era distopia, não há nenhum elemento que me mostre isso, e por isso nunca assisti. Nem sabia que era de um livro, estou super por fora dessas adaptações mas se você gostou, acredito que seria bom assistir também.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol! Eu não vi o filme e nem li o livro, às vezes eu tenho problemas com distopias, confesso rsrsrsrs mas o fato de não ter muita ação não me incomoda muito, quero assistir pra ver se vou gostar tb!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol!
    Eu assisti esse filme quando saiu e amei ó. Achei super diferente e ainda espero pela continuação...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol!
    Essa ideia do bebê sobreviver a tudo aquilo me deixou irritada.
    Mas mais ainda, foi o final. Que raiva! HAAHHA
    Ainda mais que no livro acontece igual, tenho que ler os outros 4 para enfim saber o o que Jonas achou? Desnecessário!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi
    eu gosto do filme e do livro que é bem rápido de se ler, ainda quero ler os outros dois lançados no Brasil, mas não sei quando.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carol!
    Não me interesso muito por esse tipo de história... mas já ouvi comentários positivos do filme. :)
    beijos
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Carol
    Eu assisti esse filme tem um tempo e adoro, tanto que ele está na minha lista da Netflix pra eu ver de novo. Eu não sabia que tinham quatro livros, só sabia do primeiro. Eu encararia ler os quatro livros bem de boa.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  8. Oi Carol!

    Fiquei curiosíssimo para ler e assistir o filme do Doador de Memórias. É um dos títulos que eu sempre ignorei, mas sua resenha mostra os lados positivos e negativos e isso me cativou.

    Grande abraço,
    Victor N Souza
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  9. Oiii, Carol. Tudo bem???
    Eu vi o filme tem um tempinho já e não me lembro muito bem, confesso hahaha
    Mas lembro que curti bastante :)
    Eu pretendo ler os livros, mas seria bom se já tivesse todos :P
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Hey, Carol!
    Eu amo esse filme! Embora seja obrigada a concordar que o bebê ter sobrevivido foi um desrespeito para com a nossa inteligência haha.
    Assim como você, eu assisti primeiro ao filme. E já tenho o livro, porque amei a história. Mas quando descobri que o segundo livro não era exatamente a continuação desse, entrei em choque eu deixei a leitura para depois... bem, até hoje, ainda não li. Mas pretendo lê-lo em breve. Eu adoro a ideia e o desenvolvimento do enredo, super original.
    Meryl arrasa sempre! Essa mulher é uma diva!!
    Mil beijokas - Entre um Livro e Outro

    ResponderExcluir
  11. Ola se você gosta de livros visite o blog:
    http://eloidemar.blogspot.com.br/
    Visite estamos disponibilizando mais de 20.000 livros para o seu deleite, estamos postando conforme vamos organizando o nosso conteúdo.

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D