sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Resenha // Corações Adoradores - Fernanda Vinci Kondo

Resultado de imagem para corações adoradores livro
Livro: Corações Adoradores
Autora: Fernanda Vinci Kondo
Gênero: Romance cristão
Editora: Garimpo
Páginas: 243
Ano: 2016
Literatura Nacional
Volume: Único
Avaliação: 4,5

Sinopse
Corações Adoradores é a ficção do jovem Augusto, devoto seminarista que, após ser ordenado, passa a receber revelações das Sagradas Escrituras que denunciam a vida falsamente pura que leva. E, nessa luta interior contra descobertas que poderão arruinar o seu ministério eclesiástico na pequena Paróquia de Nossa Senhora da Misericórdia, Augusto se vê em luta maior ao perceber que seu coração está vivendo emoções que jamais poderia enquanto um casto padre.
Somente uma Verdade poderia pôr fim ao seu martírio e libertá-lo do tormento que o aprisionava.
Um romance cristão que vai pôr à prova a razão da sua fé.
Em busca de Deus, de si e do amor.

A frase acima resume bem o que você encontra nesse romance cristão nacional escrito pela Fernanda Kondo: pessoas como eu e você, com dúvidas, anseios, medos, tentações, falhas, sede de "algo mais", fome de compreensão... Às vezes cegas e conformadas, às vezes presas em mentiras e ilusões, às vezes com uma revolução dentro de si. Pessoas à procura de um propósito, de uma fé, de serem/fazerem melhor, de agradar à Deus. Pessoas que amam, que se entregam ao que acreditam. Pessoas lutando contra a carne, lutando contra a religiosidade, lutando por suas almas. Seres humanos.
Meus olhos caíram para o chão e eu senti-me um lixo humano, deixando tudo o que eu verdadeiramente acreditava para defender o que eu hipocritamente era.

Não quero estragar as descobertas que farão ao longo da leitura revelando muitos detalhes sobre o enredo e os personagens, por isso, serei cuidadosa no resumo da história.

Ambientada no século XX, nos apresenta o personagem Augusto, prestes a ser ordenado padre e a celebrar sua primeira missa na paróquia onde já vivia há tantos anos. Quando era mais jovem, Augusto tomou a decisão de ir para o seminário e se formou em Teologia e Filosofia. Então, depois de tanta preparação, seu grande dia havia chegado... Ele ainda se assustava com a ideia de ser chamado de padre, ainda se lembrava das aulas em que questionava tudo e todos, ainda sentia-se insatisfeito com algumas respostas ou a falta delas. Mas no fim, tudo o que sempre quis era servir a Deus.
- Mas você vai abandonar toda uma vida? Você é ainda tão menino, tem tanto pra viver... [...]
- Vou em busca de algo maior. [...] Vou estudar a bíblia, estudar à Deus, o que ele quer.
Porém, alguns pensamentos passaram a incomodá-lo durante suas orações e meditações no quarto, ao observar e interagir com os padres e fiéis, ou nas missas enquanto pregava. Eram versículos bíblicos e revelações inspiradas por Deus, insistentes e que faziam cada vez mais alarde em sua mente, levando-o a rompantes de discurso e atitudes incertas que contradiziam o que havia aprendido até então na Igreja Católica.
[...] enquanto pensava se, de fato, Deus teria falado aos corações ali presentes, a voz dentro de mim me consolava dizendo: “A Palavra de Deus sempre cumpre com o propósito pela qual ela foi enviada”. E enquanto corria para o monastério, fugindo da multidão que queria respostas e dos padres que queriam a minha cabeça, simplesmente cri naquela verdade.
Será que Augusto estaria disposto a ignorar tudo o que conhecia, arriscar sua carreira eclesiástica, enfrentar todos os impedimentos e superar todos os seus conflitos internos? Seu coração passaria a se inclinar para tal voz, passaria a querer praticar a Palavra de Deus em Espírito e em Verdade? Quem seriam os afetados por essa decisão? O que o Deus Vivo planejava com tudo isso (a longo prazo)?

Também conhecemos outra importante personagem: Marília, uma mulher simples e temente a Deus, que ao se confessar com Augusto e ouvir suas poucas pregações, passa também a ser impactada à luz da revelação nas palavras dele. Marília tem câncer e pouco tempo de vida, mas isso não a impede de passar a desejar crescer espiritualmente e ser uma “verdadeira adoradora”. Algumas situações aproximam mais Augusto e Marília, envolvendo-os em duros desafios, grandes emoções e descobertas valiosas que transformarão suas vidas para sempre.
- Eu sempre soube, mas a maioria das coisas estou começando a acreditar agora.
Corações adoradores é o tipo de leitura que certamente irá te confrontar de alguma maneira, ou ao menos desafiá-lo a questionar e refletir sobre temas sérios, sobre sua própria bagagem. Traz uma história consistente, bem construída e ambientada, relevante e que cumpre com sua proposta.

A leitura flui gradualmente, a escrita da autora é acessível e flexível (ao romantizar, ao tratar de religião, do psicológico humano, nas reflexões e trivialidades da vida), e a narrativa é objetiva e firme, quando necessário.

Acho a capa do livro muito bonita, e a edição no geral foi bem cuidada, possui páginas amareladas e fonte agradável. 


Pausa para dizer que essa é uma das resenhas mais difíceis que já fiz, não estou sabendo como expressar a qualidade do conteúdo desse livro pra que vocês se interessem, sinceramente. Mas continuando...

É muito fácil se aproximar dos personagens criados pela Fernanda, sendo tão críveis. Tais personagens e suas trajetórias conseguiram refletir o que, pelo menos eu, gostaria que o meu viver significasse.
Como se não bastasse tudo o que eu tinha que passar, como se não bastasse eu estar no fundo do poço, ainda vinha alguém para me cobrar a demora por sair de lá.
Moldados à ficção, temos olhares sobre a relação do homem com Deus, sobre o custo da intimidade com Ele. Váaarias passagens mexeram comigo durante a leitura. E fiquei surpresa com alguns rumos que o livro tomou e não estava esperando, que me levavam a imaginar como terminaria.

Confesso que estava com receio de que o livro fosse muito sério ou teórico, até um pouco maçante ao tratar de religião; e aí o romance ficasse perdido e em segundo plano. Mas não, nada disso aconteceu. Os sentimentos humanos se complementaram aos dilemas complexos.
Eu não sou um homem perfeito, mas Deus me faz melhor e, por Ele, eu sou melhor. E, do meu melhor, você faz parte.
Antes de ler, fiquei pensando também em como uma autora membro da Igreja Batista escreveria sobre um padre da Igreja Católica (e suas crises) de forma convincente. Felizmente, ela conseguiu.
Era aquilo, afinal, tudo o que eu tinha de fazer. Ouvir com paciência aos pecados dos fiéis e absolvê-los. Eu, um outro pecador.
Acredito que alguns posicionamentos e questões no livro podem confundir um leitor que não está tão familiarizado com os temas do cristianismo, em vez de clarear sua mente ou trazer sua empatia à tona. Por isso, o considerei não tanto como uma obra de evangelização, mas sim de interiorização e restauração. Mas isso não é regra.

Por fim, deixo uma frase que não está no livro, mas também o define: “No coração do homem há caminhos que parecem ser direitos, mas os pensamentos de Deus são mais altos e perfeitos.”

15 comentários:

  1. Nossa, Carol, me deixou mesmo sem palavras!
    Saber que meus personagens foram capazes de alcançar o coração me enche de alegria!! Até porque eles retratam mais de mim, das minhas lutas, temores e sonhos do que eu poderia expressar se contasse minha própria história.
    Acho que um livro nada mais é do que uma forma de se passar uma mensagem, e ver que pude transmitir minha mensagem com sucesso através da sua tão sensível resenha é como uma injeção de ânimo para continuar.

    Carol, só tenho mesmo que agradecer, que Deus a abençoe ricamente e que tudo o que venhamos a fazer o glorifique!

    Um grande abraço!
    Fernanda Kondo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só uma história inspirada por Deus tem esse poder, Fernanda!
      Obrigada pelo feedback e todo resto <3

      Excluir
  2. Oi Carol, tudo bem?

    O livro parece ter uma história linda, que envolve o leitor de todas as formas. Não é meu gênero favorito, tenho até receio para ler algo assim, mas saber que o livro proporciona uma bela reflexão me deixa bem curiosa para lê-lo e me arriscar na mente dos personagens. Adorei a sua resenha!!!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  3. Eu admiro demais quem mete as caras para escrever sobre Deus.Eu não estou dizendo que não deveria, mas é que tem muito preconceito com as religiões e ás vezes acaba resultando numa briga sem necessidade né?
    Gostei da sua resenha.O livro parece muito bom.Gosto de livros que nos levam a pensar sobre a nossa fé e como devemos reagir com tudo isso né? É interessante :)

    Beeijão flor!
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Carol, disse tudo!
      Livros para reflexão são vida <3
      bjs

      Excluir
  4. Oi Carolzinha,
    Parece um livro bem emotivo, que mexe conosco enquanto lemos.
    Gostei muito da dica! Vou anotar aqui.
    Beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom? O livro parece ser emocionante, vou adicionar na minha lista para ler futuramente. Amei a resenha <3

    Beijos
    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  6. Olá!!!

    Acredito que esse seja não seja meu tipo de leitura. Mas achei legal o jeito como tu falou do livro!

    Beeijos

    ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não leio muito esse estilo de história, mas tenho que confessar que é bem curiosa. Gostei da sua resenha, me deixou querendo saber mais sobre esse livro (que por sinal, nunca tinha ouvido falar).

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Xará, fiquei boba com a sua resenha! Garanto que você soube transmitir muito bem a qualidade da obra, e eu aqui fiquei mega curiosa! A Fernanda é um doce de pessoa, e pelo jeito também tem uma escrita incrível. Quero muito saber qual será o destino de Augusto, o que ele vai escolher confrontar.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, fico muito feliz em saber xará! Obg pelo comentário <3

      Excluir
  9. Oi Carol! Nossa pela resenha parece ser um livro incrível! Do tipo que propõe uma boa reflexão! Adorei a sua resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi Carol! :)
    Você conseguiu sim transmitir a grandeza desas história e tenho certeza que muitas pessoas, assim como eu, ficaram curiosos para conferir a história que a autora Fernanda construiu! Com certeza irá trazer ótimas reflexões!

    Beijos e até logo! ;)
    https://www.youtube.com/channel/UCq_t1Q7_GvQdRPI3sa4Z2gg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau, obrigada Amanda, fico muito feliz! <3 Fui lá no seu canal ;) bjs

      Excluir
  11. Olá querida!
    Acho que vi você lendo esse livro, certo?
    Nunca li um romance cristão, acho que esse livro é uma ótima oportunidade para eu começar.
    Amei a resenha, mesmo sendo longa...hahahaha. ;P
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D