terça-feira, 27 de setembro de 2016

Leituras do Mês // Julho e Agosto de 2016

E aí, como estamos?
Até que 9 livros foi um número razoável de leituras nesses 2 meses, mas eu estava de férias, então acho que podia ter sido ainda maior kk.
Enfim, vocês vão perceber que a #MLPSET (Meta Literária Pessoal de Suspenses e Thrillers) está caminhando bem, mas já tive 1 livro abandonado, rsrs. Curiosos? :)

Simplesmente Ana - Marina Carvalho
Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.
Em poucas palavras: Finalmente consegui lê-lo! O que me incomodou um pouco nesse livro foi que autora enfatiza várias vezes que ele não é clichê, que ele não é um conto de fadas, mas eu praticamente só li clichês, então não entendi muito bem, rs. É um livro que fica no meio termo entre YA e NA, acho que a autora podia ter se decidido também XD Tem também o mocinho, o Alex, que arranca suspiros, mas ao mesmo tempo teve umas atitudes bem questionáveis... Tirando esses três pontos, é um bom livro. Não é surpreendente, mas é uma leitura gostosa. Dei uma olhada nas continuações e decidi não ler porque achei desnecessárias, fico só com o primeiro mesmo, rs. Ele recebeu 3,0 no meu skoob.
Os diários de Carrie #2: O verão e a cidade - Candace Bushnell
Em Nova York, os verões são mágicos. E Carrie está apaixonada - pela cidade, pelo clima, pelos vizinhos malucos do bairro, pelos brechós, pelas festas e, é claro, por um homem glamouroso que a faz perder o chão.
Mas o melhor de tudo: ela está frequentando um curso de escrita criativa. Finalmente os primeiros passos para concretizar seu grande sonho!
Enquanto ficar em paz com seu passado vai se mostrando impraticável, Carrie percebe que ser alguém em Nova York é muito mais complicado do que imaginava. Ela sabe que não se livrou de seu lado provinciano, ainda é um 'passarinho,' como diz Samantha Jones, mas está se esforçando.
O verão na Big Apple guarda muitas surpresas para Carrie. A questão é: ela vai sobreviver?
Nesta continuação de Os Diários de Carrie, Candace Bushnell usa mais uma vez seu humor inteligente e refinado para revelar como Carrie conheceu Samantha e Miranda e, consequentemente, mostrar como uma garota do interior se tornou um dos maiores ícones da cidade de Nova York e do nosso tempo.
Em poucas palavras: Eu nunca assisti Sex and the city! rs Mas gostei desse romance, foi divertido. A protagonista Carrie é bem legal, ela é animada, gosta muito de escrever, corre atrás dos sonhos e acabei simpatizando com ela. Não li o livro anterior, mas pelo o que andei pesquisando, não perdi muita coisa. E deu pra entender perfeitamente o segundo, então não fez falta. Os personagens secundários também foram interessantes, e quem gosta de Nova York tem tudo pra amar esse livro! Só acho que ele não precisava ter mais de 400 páginas... (Avaliação: indecisa kk)

Garota Exemplar - Gillian Flynn
O livro começa no dia do quinto aniversário de casamento de Nick e Amy Dunne, quando a linda e inteligente esposa de Nick desaparece da casa deles às margens do rio Mississippi. Sinais indicam que se trata de um sequestro violento e Nick rapidamente se torna o principal suspeito. Sob pressão da polícia, da mídia e dos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamento inapropriado. Ele é evasivo e amargo mas seria um assassino? Ao mesmo tempo, passagens
do diário de Amy revelam um casamento tumultuado mas ela estaria contando toda a história?
Alternando entre os pontos de vista de Nick e Amy, Flynn cria uma aura de dúvidas em que o cenário muda a cada capítulo. À medida que as revelações surgem, fica claro que, se existe alguma verdade nos discursos de Nick e Amy, ela é mais sombria, distorcida e assustadora do que podemos imaginar. Magistralmente bem construído do início ao fim, Garota exemplar é um daqueles livros impossíveis de largar e sobre o qual se quer debater assim que a leitura termina.
Em poucas palavras: Uma história e tanto!
Quantos anos Gillian Flynn demorou pra escrever uma coisa dessas, só por curiosidade? rs Eu nunca mais verei um casamento da mesma forma! Kkk
Confesso que as primeiras 200 e poucas páginas foram bem cansativas pra mim, a narrativa da autora não é das mais fáceis. Depois disso as coisas começam a esquentar, de fato, mas ainda assim eu não diria que "Garota Exemplar" é um livro viciante. Eu diria que é um livro único e surpreendente, tão cru com a psique humana que pode escandalizar alguns XD A forma inteligente como tudo foi construído, a narração alternada da Amy e do Nick (#doidos), fez TODA a diferença. Bolei tantas teorias do início ao fim da leitura! hahaha
Minha nota no skoob foi 4,0 pela minha relação com a primeira metade do livro e o número de páginas no geral; e por alguns conteúdos nele que eu não curti muito.
Caixa de Pássaros - Josh Malerman
Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
Em poucas palavras: Confesso que não sabia bem o que pensar quando terminei de lê-lo, rs. Conseguia enxergar pontos que podiam ter sido melhores no livro, mas não conseguia dizer que não tinha gostado da experiência que a leitura dele trouxe.
Caixa de Pássaros me manteve entretida como leitora, acho que essa é a expressão apropriada. O autor teve uma ideia original, criou uma narrativa que deixa o leitor tenso a maior parte do tempo, mergulhado ali naquela situação e ansioso por "saber mais coisas".
Estou chateada com o final? Claro que estou! rs Mas será que chegar a uma solução iria ser tão emocionante quanto o problema? Não sei. Vida de leitor é desse jeito! XD (Avaliação: 4,5)
Tony & Susan - Austin Wright
Há vinte e cinco anos, Susan Morrow deixou Edward Sheffield, seu primeiro marido. Certo dia, instalada confortavelmente na casa em que mora, com os filhos e o segundo marido, inesperadamente ela recebe, pelo correio, um embrulho que contém o manuscrito do primeiro romance escrito por Edward. Ele lhe pede que leia seu livro: Susan sempre foi sua melhor crítica, justifica. Tony e Susan, de Austin Wright, publicado originalmente nos Estados Unidos em 1993, ganha nova edição, dezoito anos depois de seu lançamento, por se tratar, segundo seus editores, da “mais impressionante obra de arte da ficção americana desde Revolutionary Road, de Richard Yeats”, publicado no Brasil como Foi apenas um sonho.
Ao iniciar a leitura, Susan é arrastada para dentro da vida do personagem Tony Hastings, um professor de matemática que leva a família de carro para a casa de veraneio no Maine. Quando a vida comum e civilizada dos Hastings é desviada de seu curso de forma violenta e desastrosa, Susan se vê novamente às voltas com seu passado, obrigada a encarar a própria escuridão e a dar um nome para o medo que corrói seu futuro e que vai mudar sua vida.
Em poucas palavras: Este livro entrou na minha lista de abandonados do skoob, rs. Mas eu o li até o final, pulando páginas XD Ele estava na minha meta dos suspenses e thrillers também, e aí o que aconteceu: eu achava que era uma história sobre marido e mulher, mas não é bem assim não. Na verdade é uma personagem (Susan) com a vida dela e talz, e aí ela recebe um manuscrito de um outro livro escrito pelo ex marido dela (Edward), ou seja, é um livro dentro do livro. Esse livro fictício, foi justamente o que "me prendeu", eu realmente queria saber o final. Mas a parte da Susan eu pulei praticamente tudo, rsrs. A vida dela é totalmente sem graça, ela começa o livro de um jeito e termina o livro do mesmo jeito; tem partes que ela narra o passado com o Edward que eu também não me interessei em ler kkk... Já o livro fictício, é um "suspense policial" realmente interessante (apesar de ter pulado algumas páginas também), só que meio louco, o protagonista Tony é super apático, e o final é bem... Trágico kk. Sem falar na moral da história que não valeu a pena, na minha opinião. Avaliação: 2,0 (ATUALIZAÇÃO: Pessoal aí dos comentários, juro que eu não sabia que ia virar filme! Li muito oportunadamente! kkk Vi o trailer e deu pra perceber que eles vão mudar bastante coisa, verei! Tem tudo pra ficar melhor que o livro! hahaha)

Resultado de imagem para a probabilidade estatística do amor à primeira vista
A probabilidade estatística do amor à primeira vista - Jennifer E. Smith
Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.
Em poucas palavras: Eu acho um absurdo a sinopse desse livro mencionar "Um Dia" do David Nicholls, não tem NADA a ver. Eu sempre fui curiosa com ele porque muita gente leu e fala muito bem da autora e talz (vai virar filme também, né?). Enfim, é um livro adolescente, e é um livro fofo, mas "bobo". O enredo não traz um diferencial, nem é super elaborado, profundo, ou narrado da melhor forma, na minha opinião (o livro é pequeno mas confesso que pulei algumas partes chatas). A protagonista Hadley pode agradar uns e desagradar outros (achei ela bem dramática com a história do pai, não precisava), e o mocinho Oliver é uma gracinha (fez o livro valer a pena). Avaliação: 2,5

Já está praticamente saindo do forno a resenha do romance de época Desencontros e Desencantos - Nathalia Batista, desculpem a demora! Vou adiantar pra vocês a avaliação: 4,0! ;) E já leram minha resenha única sobre os divertidos e recomendadíssimos romances Um amor, um café & Nova York 1 e 2 - Augusto AlvarengaCliquem aqui!

Concordam ou discordam? Hahahah, beijinhos!

13 comentários:

  1. Oi Carol,
    Ai quanta leitura hehe!
    Desses Tony & Susan deve ser uma das minhas próximas leituras, minha rainha Amy Adams estará no filme, daí fiquei curiosa. haha

    tenha uma ótima quarta :D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol! Eu quero ler Tony e Susan por conta do filme que vai ser lançado, confesso que até então nunca tinha olhado para esse livro, mas sabe como é. Vem o filme e bate aquela curiosidade.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Quanta leitura! haha Eu, sinceramente, não gostei de Garota Exemplar. Já o livro "a probabilidade estatística..." eu gostei. Na verdade eu gosto de livros clichês haha. O livro "um amor, um café e Nova York" eu ainda não conhecia. Que capa linda é essa?! Vou conferir sua opinião sobre esse livro. ;)

    Beijos. | * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  4. Confesso que me doeu ver uma nota tão pequena para um livro que eu amo de paixão (A Probabilidade...), mas eu consigo te entender. Realmente esse livro, por mais fácil que seja a leitura, não pode agradar a todos. Porém, não dava para esperar algo suuuuper profundo, né? Dá pra ver que ele é clichezinho (e gostosinho <3).

    Adorei o post, beijo!
    literarizandomomentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oiii Carol

    Leu bastante hein? Parabéns
    Quero ler O Verão e a Cidade, tem uma cara ótima e agora pro verão parece ser aquelas leituras perfeitas.
    Que comico o do Simplesmente Ana, tipo assim não é cliche e 99% do tempo é cliche...rsrs

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  6. Desses, já li caixa de pássaros e a probabilidade estatística, e até que gostei bastante de ambos. Caixa de pássaros te deixa muito tenso, e acho que o final revoltou todo mundo mesmo hahaha por mais férias pra colocar a leitura em dia né <3

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Quantos Livros!
    Algum deste já li, outros estão na minha listinha (mas ela não para de crescer kkk
    Amei o post!

    Mil Beijos!
    Nívine

    http://www.outrocapitulo.com

    ResponderExcluir
  8. Oi
    muitas leituras interessantes, desses já li Um amor, um café & Nova York 1 e 2 e A probabilidade estatística do amor à primeira vista, quero ler simplesmente ana, parecem ser bons livros.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ah! Amei "Simplesmente Ana" livro muito fofo e capa linda <3
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Carol!
    Eu adorei A Probabilidade Estatística... Achei o livro bem fofo.
    Falam tão mal desse Tony e Susan que vou passar longe dele.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa

    ResponderExcluir
  11. Helloo, Carol! Tudo numa nice?!
    Legal ver os seus comentários dos livros que leu. Concordo plenamente sobre o livro da Marina. Super clichê e eu odiei porque a personagem dizia sempre o contrário, mas a estória era tudo super cópia. Acho que dei nota 2. Não me lembro, só sei que terminei o livro frustrada.
    Também li Caixa de Pássaros, mas ao contrário de você, eu detestei também essa obra. No começo parecia legal e eletrizante, mas num dado momento eu só fui me arrastando com a leitura e demorei quase três meses para terminar de tão cansada que estava do livro. Eu também detestei o livro da Jennifer. Achei muito fraco e a narração em terceira pessoa do presente num romance me pareceu equivocada. Se fosse um suspense eu entenderia, mas... Enfim, esses foram os livros que li de sua lista e que curiosamente não funcionou para mim ehehe.
    Beijin...
    Pieces of Alana Gabriela

    ResponderExcluir
  12. Oi Carol,
    Seus comentários sobre os livros lidos estão muito pertinentes. Fazendo um levantamento, eu nunca li nenhum desses livros e, na verdade, nenhum está na minha lista de "quero ler". Fiquei curiosa com "Os diários de Carrie", mas não acredito que vá ler.
    Boas leituras para você nos próximos meses, lindeza!
    Beijos

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D