sábado, 30 de abril de 2016

Resenha // Quero me apaixonar - Alex Darcísio


Quero me Apaixonar
Livro: Quero me Apaixonar
Autor: Alex Darcísio
Editora: Chiado
Gênero: Romance Cristão
Literatura Nacional
Páginas: 302
Ano: 2015
Volume: Único
Avaliação: 4,0 ()

Sinopse
Este romance ocorrido na década de 1950 soa como obra do destino quando Robert, um jovem músico talentoso, traumatizado e sem fé, vê seu destino o levando de volta a Riverston, lugar de onde saiu ainda criança e que foi palco de sua maior perda. Lá ele conheceria Natalie, uma jovem com um dom e um fascínio apaixonante pela escrita e com sonhos comuns a uma jovem de princípios cristãos e de fé inabalável.
E dentre tantos outros fatores do destino que conspiravam para que eles um dia se encontrassem, um ponto em comum: o lugar que inspirou os talentos e paixões de cada um pela primeira vez em suas infâncias, foi o que deu início a uma nova paixão.
Com a existência avassaladora de fatores determinantes para que eles ficassem juntos, outros fatores de mesma proporção os separavam, dentre eles a existência de Sebastian, um rapaz admirável, cuja amizade e fé se constituíam em seus maiores talentos.
Um possível triângulo amoroso de tirar o fôlego, com um final surpreendente você irá se deparar com um livro que justificará seu título, e que certamente te instigará a querer se apaixonar.

Assim começa essa história, certamente a minha, mas com enormes fragmentos da sua.
Robert é um rapaz que tem o dom da música. Ele mora numa cidade pequena chamada Camp City, junto com a mãe. A cidade tem passado por problemas financeiros, e Christian, melhor amigo de Robert, tem uma loja de instrumentos musicais e percebe que precisa mudá-la para uma cidade maior, com mais oportunidades de crescimento. Ele convida Robert para ajudá-lo, e os dois partem rumo a Riverston. Na verdade, Robert morou numa casa desta cidade até os cinco anos de idade, quando seu pai morreu e tudo mudou na vida dele e de sua mãe. E então, nós conhecemos a família atual que mora nesta casa, Natalie e seus pais. Natalie é uma jovem bonita, de princípios cristãos e uma escritora em potencial. Não se engane: Robert só aparece em sua antiga casa lá pro final do livro. Mas esses dois personagens não sabiam que estavam fadados a se conhecer. O fato de os dois serem de "mundos diferentes" não os impediu de se apaixonarem um pelo outro, mas será que estavam destinados a ficarem juntos? Ou havia um propósito maior para mudarem um ao outro?
- [...] Aqui é uma cidade grande, muito mais coisas acontecem aqui, mais festas, mais eventos, mais oportunidades.
- É que essas coisas pra mim não fazem tanta diferença. Eu não saio para festas, não priorizo quantidades e quanto a oportunidades, bem, quanto a essas, eu tenho convicção que terei a oportunidade que preciso, independente de onde eu esteja.
Quero me apaixonar, do autor brasileiro Alex Darcísio, é um romance cristão que faz parte do catálogo da Chiado Editora, parceira do ACDH. É o primeiro livro que leio deles: quem fez a primeira resenha da editora aqui no blog foi a Carol Ariel. A obra me chamou a atenção pela capa (achei muito fofa), pelo título, e por seu gênero também. 
Dito isto, eu esperava um livro amorzinho, com um final feliz e algumas referências bíblicas; só que encontrei bem mais do que isso. Era uma leitura que tinha tudo pra ser clichê, mas foi além das minhas expectativas: deu um tapa na minha cara!
Foi um livro que me deixou com o coração apertado, com desejo de mudança, e com a certeza de que sei em quem tenho crido. Prepare-se para uma história que vai mexer com os seus sentimentos, e trazer mensagens que podem mudar a sua vida (ou pelo menos sentir vontade de).
O destino, a vida, Deus?
Como explicar tudo o que estava acontecendo? Como explicar tantas ligações? Como conseguir as respostas para tantas perguntas?
Como se aproximar de tanta distância? E principalmente, como se distanciar de tanta proximidade?
O Robert, nosso protagonista, não acredita em Deus por causa da perda do pai na infância. A Natalie quer que ele conheça esse amor de um Pai que Deus tem por seus filhos, mas não admite para si mesma que está se apaixonando por alguém que não tem os mesmos princípios que ela. A leitura possibilita que você entenda os dois lados: as atitudes, as incertezas e medos, os princípios e valores de cada um. O livro tem vários outros personagens bem colocados, e você torce por TODOS eles. Christian e Cristina são outro "possível casal" que rouba a cena


Mas vamos ao que interessa. Os capítulos são curtos e a narrativa flui de maneira satisfatória. A narração é em terceira pessoa, mas lá pro final descobrimos que, na verdade, era um dos próprios personagens narrando, no futuro, tudo o que aconteceu. Um ponto positivo é que achei o livro muito bem planejado: o enredo é amarradinho, de forma que o começo te leva ao final, e o final te leva ao começo. A história não é "parada" e mantém o leitor interessado. 
- Meu jovem, a vida não espera. Ela é como um grande trem de enormes e pequenos vagões, se não decidir entrar no vagão a sua frente no momento em que ele para pra você, você até pode entrar no trem, mas em vagões diferentes e sempre mais atrás do que realmente era para estar. Se entrar em um vagão enorme, ele nunca será grande demais pra você, mas se entrar em um pequeno vagão, sempre o considerá pequeno demais, mas isso não é totalmente ruim. Ruim é saber que muitos já perderam o trem esperando a chegada do vagão certo.
Infelizmente, nada é tão perfeito, rs. Eu perdi a conta dos erros de revisão, principalmente de pontuação; que incrivelmente não me fizeram desgostar da história como um todo, mas não posso simplesmente desconsiderá-los na minha avaliação final.
Também houve muita repetição de algumas frases do livro, na tentativa de relembrar algumas falas, torná-las marcantes e confirmar a questão destino/propósito que o livro propõe; o que me incomodou um pouco.
Outra coisa é que a sinopse diz que o livro se passa na década de 1950, mas não me lembro de ter visto nada na história que indicasse isso, de fato. Também menciona um suposto triângulo amoroso, mas NÃO SE PREOCUPEM, não é o foco do enredo, e pra ser sincera ele praticamente não acontece, não que eu queira dar spoilers pra vocês XD
Também não gostei nadinha do meu exemplar ter descolado, Chiado Editora! Eu manejo meus livros muito bem pra isso acontecer na primeira leitura =/ Anyway, fim das falhas técnicas :P


O autor conseguiu imprimir firmeza aos ensinamentos do livro, e, da forma mais natural e tranquila possível (de verdade, nada foi forçado), trazer o leitor pra mais perto de Deus. Eu imaginei levemente o que poderia acontecer no final, mas não queria acreditar, rs.
- Voe! Voe alto, mas mesmo que demore nunca se esqueça de retornar ao seu jardim.
♥♥♥
- O que realmente importa é fazer a escolha certa e não o tempo que se gasta para fazer a escolha.
Claramente o autor conseguiu passar pro papel tudo o que ele queria, nenhuma palavra ali foi escrita sem propósito. Ele fez um posfácio que faz o leitor repensar e trazer para a sua própria vida tudo o que foi abordado no livro, é algo muito bonito de acompanhar. Até o significado do título do livro não é tão simples quanto parece! Definitivamente, é uma obra nada esquecível.
- Nunca desista de um amor. A dor e o vazio que as páginas em branco de uma história de amor não preenchida deixam em nós é maior do que a dor e o vazio que deixam as grandes histórias com um final triste.
Vocês leriam? Quero saber, hein!

23 comentários:

  1. Gente, que ligal esse tipo de livro, um romance cristão! Nossa literatura está cada vez melhor e mais diversificada. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Carolzinha,
    Quanto tempo eu não apareço por aqui, né?
    Essa semana foi super corrida, desculpa. Mas desejo do fundo do meu coração todas as felicidades pelo seu aniversário.
    Mas vamos a dica de hoje... um livro com uma capa tão linda, hein? Nunca li nada dessa editora, então seria bom começar por esse.
    Premissa me agrada e sua crítica me envolveu.
    Beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii, não curto muito livros cristãos apesar de ser cristã também, mas essa sua resenha me envolveu e me deixou com muita vontade de ler. Melhor ainda saber que é de um leitor brasileiro. Já está na minha wishlist.

    Beijos,
    Natália

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá! Essa é a primeira resenha que vejo sobre esse livro e te digo que não é o tipo de leitura que normalmente me chama a atenção, mas ele parece ser muito bonito, pelo que dá para ver pelos quotes. Uma pena possuir erros e a editora não ter caprichado tanto assim, já que não existe leitor que goste disso, né?
    Beijos!

    www.nemteconto.org

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol,
    Adorei a premissa, parece um livro marcante.
    Que pena do se livro se desprender :(
    Da uma raiva.
    Mas voltando no livro, eu leria, só não nesse momento.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carol. Que legal saber que o livro trata de um romance cristão. Não conhecia a obra e nem o autor, fiquei curiosa para conhecer.
    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br - Top Comentarista de Maio. 2 livros para o vencedor

    ResponderExcluir
  7. Oi Carol, que bom que o autor soube imprimir tudo o que ele queria no livro, eu realmente fiquei curiosa para saber mais sobre, ainda mais sabendo que o livro traz bons ensinamentos. Enfim, espero que um dia eu tenha a oportunidade de ler.

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  8. Oi Carol, que bom que o autor soube imprimir tudo o que ele queria no livro, eu realmente fiquei curiosa para saber mais sobre, ainda mais sabendo que o livro traz bons ensinamentos. Enfim, espero que um dia eu tenha a oportunidade de ler.

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol, tudo bem?
    Também estou encontrando erros no livro que estou lendo da Chiado. Ainda bem que, quando a história é boa, conseguimos ignorar isso, né? hahaha
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conhecia o autor, e sua resenha me surpreendeu, porque eu esperava justamente um romance clichê e previsível, e é bom saber que o autor conseguiu criar algo bem mais profundo. Fiquei curiosa!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Que legal a premissa, acho tão bacana essa diversidade literária. Um bom livro para presentear também.
    Beijos.

    EuVocê&oslivros

    ResponderExcluir
  12. Gostei da resenha, parabéns.

    Da uma passada no meu blog, tá rolando um mega sorteio lá.

    http://www.vestigiodelivros.com.br/2016/05/sorteio-5-kits-de-livros-5-chances-de_1.html

    ResponderExcluir
  13. Essa frase do trem é minha favorita (e posso garantir que a do autor também) rsrs... E esse livro foi também, um tapa na minha cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que legal Andresa! Obg pelo comentário <3

      Excluir
  14. Oi, Carol! Tudo bem? Nossa, quantas falhas na edição do livro! :O Mas enfim, a premissa é até legal. Não é um livro que leria, mas... Parece ser bacana! :)

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá! Eu nunca li um romance cristão, então sei se acabaria gostando. Quando se trata de religião eu não gosto de levar para a literatura, pois prefiro todas as coisas fantasiosas que esse hobby me trás. Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  16. Não poderia deixar de comentar. Porque Carol vc me fez através da descrição e crítica de sua leitura, falar: Eu consegui!. Não é um livro sobre religião, é um livro sobre a vida que reconhece o Autor da vida.Era exatamente essa a concepção que gostaria que o leitor tivesse sobre o livro. Claramente vc percebeu o final muito antes do término. Seus trechos escolhidos contemplam os meus preferidos.Compreendeu a simples complexidade do título. Enfim Parabéns e obrigado! Ler algo assim foi motivodor.Quanto ase falhas tralharei nelas a ansiedade muitas vezes consome as margens da perfeição.
    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alex, que honra!
      Eu realmente adorei a história e fico muito feliz que tenha gostado tanto da resenha! Escreva mais livros! rsrs

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Carol, amei a resenha! Estou super ansiosa para ler esse romance! Os trechos selecionados são lindos, e adoro histórias surpreendentes. Sei que, quanto mais lemos, mais difícil é de nos impactarmos com algo, e se vc se surpreendeu, é porque o livro é mesmo bom!
    Mês que vem vou lançar o meu livro "corações adoradores". É também um romance cristão! Espero que vc tenha a oportunidade de lê-lo e, eu, a honra de ter o meu livro resenhado pelo seu blog!
    Um abraço!

    Fernanda

    http://spaziodilibri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, tudo bem?
      É verdade, a sensação é ótima quando vc não consegue comparar um livro com nenhum outro ;) Que bom que vc gostou da dica!
      Poxa, que legal! Qualquer coisa vc pode mandar um email p/ contatoacdh@hotmail.com, com a proposta de parceria! Ficaria honrada!
      bjs

      Excluir
  19. Olá flor, é a primeira resenha sua que leio e poxa, fiquei apaixonada. Estou mesmo precisando de livros que me aproximem de Deus, amei saber que você é cristã, eu também! É bem chato encontrar erros de português no livro. Já passei por isso e me incomodou muito.

    O livro está na lista, fiquei com vontade de ler :)
    Beijos,
    http://queremosmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz, Débora! Então esse é certo pra vc, apesar dos errinhos ;) Tbm gostei de saber que temos a mesma fé! bjs

      Excluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D