quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Resenha // Jackaby - William Ritter


Livro: Jackaby
Autor: William Ritter
Editora: Única
Gênero: Fantasia/Mistério/Policial
Ano: 2015
Páginas: 256
Literatura Estrangeira
Volume: 1 de 2
Avaliação: 4,0

Sinopse
"Eu sou um homem de razão e da ciência. Acredito no que vejo e posso provar, e o que vejo geralmente é difícil para os outros compreenderem. Até onde eu descobri, tenho um dom ímpar. Isso me permite ver a verdade quando os outros só enxergam ilusão. E há muitas ilusões, muitas máscaras e fachadas. Como dizem, o mundo todo é um palco e parece que eu tenho a única poltrona da casa, com vista para os bastidores.” Abigail Rook deixou sua família na Inglaterra para encontrar uma vida mais empolgante além dos limites de seu lar. Entre caminhos e descaminhos, no gelado janeiro de 1892 ela desembarca na cidade de New Fiddleham. Tudo o que precisa é de um emprego de verdade, então, sua busca a leva diretamente para Jackaby, o estranho detetive que afirma ser capaz de identificar o sobrenatural. Contratada como assistente, em seu primeiro dia de trabalho Abigail se vê no meio de um caso emocionante: um serial killer está à solta na cidade. A polícia está convencida de que se trata de um vilão comum, contudo, para Jackaby, o assassino com certeza não é uma criatura humana. Será que Abigail conseguirá acompanhar os passos desse homem tão excêntrico? Ela finalmente encontrou a aventura com a qual tanto sonhara. Prepare-se para desvendar este mistério!

Jackaby, do autor americano William Ritter, é um dos lançamentos mais recentes da Única Editora, e eu estava super curiosa pra conhecer a história e tirar minhas próprias conclusões. Porque se num primeiro momento, a capa e a sinopse me chamaram a atenção, num segundo momento, o burburinho da blogosfera me deixou ainda mais ansiosa.

Vou apenas acrescentar algumas coisas à sinopse. A Abigail é filha de um escavador aventureiro, então por isso ela tem esse espírito de aventura e independência.  Ela "rouba" o dinheiro que os pais juntaram pros seus estudos, e sai de casa em busca de um lugar e emprego onde ela possa vivenciar isso. Quando ela chega a New Fiddleham nos EUA, um anúncio chama a sua atenção: "Precisa-se de assistente para serviços investigativos". Ela vai até o local e é recebida por Jackaby, o detetive dos fenômenos inexplicados, que vê coisas que as outras pessoas não notam: o sobrenatural. Claro que Jackaby é visto como louco por muitos, mas Abigail é contratada por ele e juntos, precisam descobrir a ligação entre várias mortes sangrentas prenunciadas pelo canto agourento de uma Banshee (mulher fada cujo som de lamúria pode ser ouvido, apenas pelo condenado, quando da aproximação de sua própria morte, segundo Jackaby).
[...] Ao longo da última hora, eu tinha vivenciado mais aventuras verdadeiras do que em toda a minha vida em casa, ou em minhas viagens ao exterior. O inspetor Marlowe tinha falado igual ao meu pai: "Esse negócio não é para o temperamento feminino", mas Jackaby não hesitara em me direcionar ao pior e pedir minhas opiniões. Saber que eu trabalharia de novo com esse homem me deixava inexplicavelmente empolgada. Olhando o passado, imagino que deveria ter sido menos temerosa em ser deixada para trás em segurança e mais temerosa quanto ao precipício que havia adiante.
Primeiramente, fico muito feliz em ver a Única investindo em histórias diferentes assim. Jackaby já ganhou 3 prêmios lá fora, e é indicado para fãs de Sherlock Holmes e Doctor Who. Doctor Who eu nunca vi, mas concordo plenamente com a referência a Sherlock ;)


Não tive vontade de largar o livro desde o começo da leitura, na ânsia de saber o desfecho. Temos a narrativa bem detalhada, característica de livros do gênero; mas o autor conseguiu, ao mesmo tempo, fazê-la de forma ágil e inteligente. Os personagens fazem a diferença no contexto geral, sendo inusitados e bem construídos.

A ambientação da história também é muito boa (nem imagino o quanto o autor teve que pesquisar pra fazer este livro): tanto pensando na época e local onde ela se passa, quanto nas partes em que lendas, mitologia e criaturas fantásticas se misturam com a realidade. A proposta de relação do sobrenatural com o policial é, no mínimo, curiosa, e mantém o leitor interessado.
- [...] Ciência e magia, beleza e tumulto, coisas que têm de estar em desacordo - elas simplesmente não seguem as mesmas regras, quando Jackaby está envolvido. Com todas as suas faltas, ele é realmente um homem notável.
Jackaby me fez rir, me fez achar que ele era doido, me fez admirar a lógica, me fez adentrar o sobrenatural... É um personagem estranhamente fascinante. A escolha da Abigail como narradora da história foi muito acertada, até porque se Jackaby narrasse, a gente não ia entender muita coisa, rs. Mas enfim, ela é gente como a gente, e é fácil se identificar com sua história e anseios. Os dois fazem uma boa dupla, e é legal ver também o crescimento da Abigail durante o livro: de mocinha ansiosa a alguém decidida e confiante.

Os personagens secundários também não ficam pra trás. Adorei a Jenny (fantasma que é moradora original da casa onde Jackaby mora) e o Charlie (detetive júnior que acaba ajudando Abigail e Jackaby na investigação), os dois dão um toque ainda mais especial à trama tanto individualmente como ao se relacionarem com os protagonistas. E ah, não posso dizer que o romance é inexistente no livro ;)

Antes de continuar, só preciso dizer mais uma vez que essa capa é perfeita e muito bem trabalhada! Pelas fotos não dá pra ver direito, mas tem respingos de sangue em alto relevo nela, é muito show! Sem falar na queda que eu tenho por capas azuis, rs *-* A diagramação interna também é bem feita e atenta aos detalhes, como sempre ;)

[...] Havia coisas que provavelmente existiam, mas eu nunca tivera a oportunidade de me importar com elas de fato, nem para um sentido nem para outro. [...] Rapidamente eu descobria que Jackaby tinha um jeito de abrir esse cantinho do meu cérebro. Era um cantinho quieto, no qual tinha vivido quando era menor. Onde tudo era possível, onde a magia não era um sonho acordado improvável, mas um fato óbvio - mesmo que fora de alcance. Naquele tempo, eu sabia que havia monstros no mundo, mas eu os aceitava feliz da vida, ciente de que, pela mesma lógica, também deveriam existir magos e varinhas mágicas e tapetes voadores. Nunca fechei realmente essa parte da minha mente, apenas fui parando de visitá-la, à medida que fiquei mais velha. Eu a deixara destrancada, como o tesouro bagunçado lá em cima, esperando que alguém viesse remexer.
A primeira parte do livro foi muito empolgante e me deixou super animada, mas a segunda conseguiu me deixar um pouco entendiada, confesso. Estava esperando algo um pouco diferente. O problema é que não me senti totalmente convencida no que diz respeito a parte sobrenatural. Não espere grandes explicações sobre ela, ou do porquê os personagens ou você mesmo acreditam ou deveriam acreditá-la. Provavelmente os segredos por trás do dom de Jackaby serão mais explorados no próximo livro, pelo menos deveriam.

Outra coisa que me desanimou foi o caso investigado em si: o autor não tentou muito enganar durante a história, então saber como os crimes realmente aconteceram no final (o motivo deles) não foi impressionante. Não que a explicação tenha sido previsível ou insuficiente, mas pelo fato de que Jackaby já havia chegado a algumas conclusões certeiras antes. O autor, em vez de trazer o leitor para a investigação, deixa ele muito como expectador. O diferente mesmo fica nos detalhes sobrenaturais, parte que era, obviamente, imprevisível para o leitor.
- Monstros são fáceis, senhorita Rook. Eles são monstros. Mas um monstro de terno? Trata-se basicamente de um homem perverso, e um homem perverso é, de longe, muito mais perigoso.

Vamos falar sobre a continuação: primeiro, não dispense a história por ser uma série, o enredo central do primeiro volume é totalmente elucidado; eu não tenho a informação de quantos livros serão, por enquanto sabemos que "The Map" é uma história entre o primeiro e segundo livros, e que o nome do segundo volume é "Beastly Bones" e aborda um novo caso com os mesmos personagens. Eu leria o segundo volume realmente por ter me apegado aos personagens, espero que a Única pense seriamente em publicar.


Em resumo, apesar de cumprir a proposta, acho que faltou um pouco mais de engenhosidade do autor no enredo policial em si. Jackaby tinha tudo pra ser ainda melhor do que foi, e por isso, não deixo de recomendá-lo. A ideia é original, os personagens são cativantes e você com certeza se aventura nas bem escritas páginas dele. Mas fica a dica: se quiser surpreender-se por completo, não vá com tanta sede ao pote.
- Eu já deixei de me preocupar com a forma que as coisas parecem aos outros, Abigail Rook. Sugiro que faça o mesmo. Em minha experiência, os outros geralmente estão errados.

17 comentários:

  1. Olá, Carol.
    Eu adoro Doctor Who e Sherlock, então só isso já seria suficiente para que eu desse uma chance ao livro. Como ele ainda é bom, possui personagens bem trabalhados e ainda é envolvente, já entrou para a minha lista de desejados.
    Excelente resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carol! Tudo bem? Adorei a resenha, mas algumas coisas que você citou acabaram me fazendo desanimar com o livro. Gosto quando as tramas policiais que leio são recheadas de surpresa e engenhosidade, mas enfim... Apesar disso, acho que a leitura ainda seja prazerosa! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol!
    Estou começando a ler mais livros desse gênero, e concordo com você em relação a Única investir em coisas diferentes.
    Jackaby já me conquistou ela capa, a premissa reforçou a vontade de tê-lo em mãos.
    Espero que a Única traga logo a continuação.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage
    Esse é o mês de aniversário do blog! Participe da Promoção e do Top Comentarista

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem?
    Já ouvi falar desse livro, porém não me interesso muito por ele, não gosto muito de livros desse tipo, mas eu posso dar uma chance a ele, quem sabe não gosto né?
    Beijocas
    www.olivroemquehabito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. OI amiga,ah muito lindo e organizado o seu post como sempre, Uma pena esse tipo de leitura não me agradar, mas parece que o livro é bem legal.. pelos seu post..
    muita sorte aqui e obrigada por tudo SEMPRE

    http://rascunhosdalyh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, amei a resenha e ela só aumentou minha vontade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  7. Desde que vi a capa deste livro na livraria, estou de olho nele! E quando vi que era perfeito para fãs de Sherlock Holmes e Doctor Who, então, soube que precisaria lê-lo! Parabéns pela resenha, o livro subiu mais alguns níveis nas minhas prioridades de leitura!

    Fernanda
    www.paralerever.com

    ResponderExcluir
  8. Eu já li tanto sobre esse livro que cheguei a uma conclusão: Eu preciso ter ele!!!
    Sua resenha ficou muito boa, e gostei da sua ultima dica, eu realmente estava indo "com sede ao pote", vou me preparar mais...

    Beijos,
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oii!
    A publicidade desse livro foi bem intensa, e eu já estava com vontade de ler.
    A estória é bem interessante, foge um pouco do que eu ando lendo, o que é bom! haha
    Gostei do livro!

    Beijo
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  10. Como sou fã de Sherlock, não pude deixar de me interessar quando li a indicação. A história me pareceu muito interessante! Tenha um final de semana abençoado, beijos.

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá! Que pena que o livro não te surpreendeu tanto assim. É complicado quando o enredo e os personagens são cativantes mas falta um "quê" a mais...

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, Carol! Tudo bem? Livro indicado para fã de Doctor Who e Sherlock é comigo mesmo! Por incrível que pareça, eu não fazia ideia da existência de "Jackaby", mas achei muito interessante a proposta de misturar a investigação com o sobrenatural, eu gosto disso. Só não curti saber que o leitor é mais um expectador do que um "investigador", prefiro as tramas que me deixam montar teorias, que ofereça ao leitor a oportunidade de explorar. Espero que os próximos livros façam isso, porque definitivamente darei uma chance a história! Adorei a sua resenha :)
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Carol,
    Essa capa me intriga e sua resenha me fez ficar com vontade de ler.
    Tenho medo da segunda parte já que você ficou meio entediada, mas mesmo assim me animo a ler.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ooiii!

    Lembro da ação de divulgação da editora e tinha falado que amava essa capa. Continuo amando! Ela é linda. O enredo com esse misto de mistério e sobrenatural me chama muito atenção. Uma pena que essa segunda parte do livro desanimou, espero que o autor melhore isso nos próximos livros, é muito ruim quando isso acontece.
    Gostei da sua resenha!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Ando lendo muitas resenhas positivas a respeito desse livro, mas ainda não tive oportunidade de ler, o que é uma pena. A capa é linda <3.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oiiii Carol, tudo bem??? Acho que apesar dos contras eu ia curtir o livro <3 Sem falar que esta capa é linda e ficaria diva na minha estante, kkkkkk
    Coisas sobrenaturais geralmente ficam sem grandes explicações né? Afinal, cá entre nós, existe muita explicação para isso?
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    mesmo com o lado negativo, sua resenha me deixou com muitaaaaa vontade de ler esse livro. Esta na minha lista de desejos.
    Abraços, Luh.
    https://livrosevitrolas.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D