segunda-feira, 20 de julho de 2015

Meet&Greet // Talys Cidreira e sua Melancolia

Oiiiiii colecionadores!
Mais uma entrevista bonita e 100% nacional pra vocês!
Hoje nós vamos conhecer o Talys Cidreira, autor dos livros Melancolia e A Cidade de Marshmellow. Vocês sabem que o objetivo maior dessa coluna de entrevistas aqui no blog é divulgar autores nacionais, principalmente aqueles não tão conhecidos. Sempre procuro trazer coisas diferentes pra cá e não o que todo mundo está divulgando/resenhando e afins... E como eu descobri o Talys? Foi através do instagram! O livro Melancolia será lançado em 2016 e o autor tem feito uma divulgação bem legal desde já, tanto que a história me chamou bastante a atenção. Queria parabenizá-lo por isso! :)
A entrevista será focada no livro Melancolia, porém o autor já tem outro livro publicado chamado A Cidade de Marshmellow, uma fantasia infanto-juvenil que aborda o tema da alimentação saudável. Vou deixar a capa dele e o link mais embaixo pra quem quiser saber mais sobre ;)
Sinopse
“O ilusionista Gabriel Michelangelo é um cara profundamente melancólico. Ele surge misteriosamente em um balão de ar no circo dos irmãos Canyon, em uma cidade da costa francesa. Usando truques comuns de mágica no princípio, tenta roubar a atenção de todos, porém ao perceber que continuava ofuscado, mostra duas de suas habilidades: a levitação e o hipnotismo. A estratégia surte efeito e deixa todos impressionados. A partir daí, acontecimentos estranhos começam a acontecer. O primeiro deles é a morte do antigo mágico do circo. Depois, uma criança é esquartejada.
No mesmo período, a bela e melancólica Elizabeth muda-se para a cidade com o filho Eddie, tentado escapar dos fantasmas da Primeira Guerra Mundial que custou-lhe a vida de seu marido. Ao chegarem na casa nova encontram a maravilhosa pintura de Vincent Van Gogh, ” Campo de Trigo com Corvos”. Encantado com a obra, Eddie, começa a ter surtos psicóticos com os corvos do quadro e seus ataques de sonambulismo tornam-se mais frequentes .
Ao assistir uma apresentação no Circo Canyon, Elizabeth e Gabriel se conhecem e apaixonam-se um pelo outro. Segredos da vida de Gabriel vem à tona enquanto o mesmo tenta ajudar Elizabeth com o mistério do quadro de Van Gogh e as crises de Eddie. O garoto corre perigo, o assassino de crianças está mais próximo que nunca. Gabriel é o principal suspeito. Terá que provar sua inocência e descobrir a identidade do verdadeiro culpado.”

Quote e Primeiro capítulo de Melancolia, clique nas imagens para ver ampliado!


Sobre o autor

Escritor maranhense formado em ciências contábeis. Apaixonado por leitura e amante da escrita compôs mais de cinquenta sinopses durante a infância e a juventude. Aventurou-se pelas linhas da poesia, da prosa e do teatro por um longo período, antes de se dedicar a arte dos romances. Seu primeiro livro infanto-juvenil, "A CIDADE DE MARSHMELLOW" mergulha entre o universo da realidade e fantasia. A ideia surgiu após um sonho. E o livro nasceu em poucos dias. Atualmente trabalha em seu primeiro romance "MELANCOLIA".
Entrevista

A Colecionadora de Histórias: Oi Talys! Fale um pouquinho sobre seu lado leitor e sobre como se tornou escritor.
Talys Cidreira: A paixão pela leitura foi o início de tudo. Desde a infância gostava muito de ler os contos dos livros de português, escrever redações e criar fábulas. Adorava pegar para ler os livros que minha mãe guardava em sua estante, romances de Carlos Heitor Cony e outros nomes da literatura nacional como Machado de Assis e Aluísio de Azevedo. Mas foi quando conheci os famosos livros da série Vagalume que tive a ideia de criar minhas próprias histórias. Passava meses escrevendo narrativas em cadernos. Teve um período que me dediquei apenas a poesia, depois ao teatro e por último aos romances. Lembro que tinha uma bela coleção de canetas e isso ajudava a ter maior interesse pela escrita. Acredito que tudo que escrevi durante esse período foi como um laboratório para aperfeiçoar-me. Hoje continuo lendo bastante e escrevendo muito, tanto que apenas este ano lancei meu primeiro livro infanto-juvenil intitulado A Cidade de Marshmellow. O meu lado leitor gosta de muita coisa, em especial dos livros do britânico Ken Follett (meu escritor favorito), os romances épicos de Victor Hugo, sou fascinado também pela literatura russa, mas gosto de muitos autores contemporâneos como Stieg Larsson, John Boyne, Markus Zusak, Carlos Ruiz Zafón, entre outros.
 
A Colecionadora de Histórias: Como foi o processo criativo de Melancolia? Quando começou a escrevê-lo?
Talys Cidreira: Melancolia surgiu de três paixões: pelo estilo épico e vintage do século 19, o mundo do circo e as obras de Van Gogh. Decidi reunir tudo num único livro. As primeiras pesquisas e laboratórios começaram há uns quatro anos atrás. E já fazem dois anos e meio que venho escrevendo Melancolia.
 
A Colecionadora de Histórias: Foi difícil pra você, como um brasileiro do século XXI, escrever sobre a França de 1921? E a vida no circo?
Talys Cidreira: Realmente não é algo fácil, escrever e ambientar uma trama num período ao qual você só conheceu nos livros de história, mas é exatamente esse fascínio que me faz escrever sobre esse período. Claro que precisa sempre de muita pesquisa, laboratório e estudo sobre o que estou escrevendo. Passei dias procurando arquivos sobre o circo, primeira guerra mundial, biografia de Van Gogh, vendo filmes sobre esses assuntos e lendo livros sobre os temas (andei lendo O Circo Mecânico e O Circo da Noite para saber o que já se encontra na literatura em romances sobre circo). Queria ter ido conhecer as cidades costeiras da França para ter uma ideia melhor do ambiente em que a narrativa se passa, no entanto tive imprevistos e não foi possível, então por conta disso tive um trabalho maior de estudo e decidir criar uma cidade fictícia na costa francesa. O processo da escrita se deu da seguinte forma: escrevi toda a sinopse, depois desenvolvi os capítulos, em seguida revisei, ambientei toda trama, usei muito das pesquisas sobre objetos da época para inserir na narrativa, construí a identidade dos personagens, melhorei a trama (no início era mais suspense, hoje tem muito suspense e muito romance), continuo fazendo revisões extras e agora estou reescrevendo alguns capítulos, melhorando o máximo possível para que o leitor tenha um texto excelente e cheio de emoção. Quanto ao circo, usei a mesma metodologia. O filme O Circo de Chaplin foi um excelente laboratório de pesquisas.

A Colecionadora de Histórias: O que seu leitor pode esperar da leitura de Melancolia? O que ele tem de especial?
Talys Cidreira: Melancolia é uma trama que começa tranquila e ganha um ritmo frenético. Personagens são bem construídos e marcantes, os cenários são belos e bem desenhados na narrativa, muito suspense como já disse, muito romance, muito mistério, cheio de segredos... Além do tema circo e Van Gogh, também aborda sobre sonambulismo e hipnotismo. E os capítulos contam o presente e o passado.

A Colecionadora de Histórias: O seu perfil diz algo interessante, sobre você ter escrito mais de 50 sinopses na juventude. É uma situação com a qual eu me identifico, rs, e o que eu queria saber é por que, de todas as essas sinopses e ideias, você acha que conseguiu concluir A Cidade de Marshmellow e Melancolia?
Talys Cidreira: As sinopses e textos antigos serviram mesmo para aperfeiçoar o que venho escrevendo hoje. Infelizmente perdi tudo que escrevi na infância. A Cidade de Marshmellow foi escrito bem recente, conclui tudo em pouco tempo, foi uma narrativa mais ágil e fácil, bem menos elaborada. Melancolia já é algo bem mais rebuscado e que eu já tinha rascunhado há algum tempo.

A Colecionadora de Histórias: Você já escreveu fantasia infantil, e agora, um romance misterioso. Tem algum outro gênero que ainda pretende escrever? Em qual deles você se sente mais à vontade?
Talys Cidreira: É bom sair da zona de conforto. A Cidade de Marshmellow por mais que tenha uma pitada de suspense é uma fulga da minha zona de conforto. O gênero que me identifico mesmo é o suspense. Mas claro que pretendo e já tenho coisas guardadas de outros gêneros. No momento certo decido o que fazer com eles.

A Colecionadora de Histórias: Você tem outros projetos em andamento ou alguma novidade que queria divulgar sobre seus livros?
Talys Cidreira: A Cidade de Marshmellow foi publicado este ano e me dediquei integralmente a divulgação do livro por todo primeiro semestre de 2015. Graças a Deus foi um sucesso. Agora me dedico inteiramente a Melancolia, estou divulgando nas redes sociais e pretendo lançar completo por tempo limitado no Wattpad no final do ano (dezembro). O livro físico deve sair em 2016, provavelmente no segundo semestre e talvez de forma independente se não conseguir uma nova editora até lá. Tenho contrato com a mesma editora de A Cidade de Marshmellow, mas por divergências não pretendo lançar com eles.

Mensagem final:
Gostaria de agradecer a você e ao blog A Colecionadora de Histórias pela entrevista e todo apoio à literatura nacional independente que é tão sofrida e sem muito apoio e incentivo. Obrigado ao espaço cedido. Quem quiser conhecer mais sobre meus livro pode curtir páginas no Facebook é Instagram (@melancolia.livro). Até mais.

Quero saber se vocês gostaram tanto quanto eu! Talys, eu que agradeço por sua disponibilidade em participar. Te desejo força nessa caminhada que vai longe!

18 comentários:

  1. Oie,
    sair da zona de conforto ao escrever é muito complicado, mas a história parece ser bem legal.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm achei Vanessa, e deve ser mesmo! Mas tbm deve ser divertido explorar um novo lado seu ;) bjs

      Excluir
  2. Oie Carol =)

    Não conhecia o autor e nem os livros, mas ambos me pareceram bem interessantes. Adorei a entrevista com o Talys =D
    Muito sucesso para ele o/

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  3. Fantástico!
    Eu não conhecia o autor e nem os livros, mas achei os dois bem interessantes.
    Ma gostei mais da proposta de Melancolia, parece mais robusto e melhor trabalhado.
    Gosto de tramas assim!
    Amei a entrevista, é bem melhor conhecer os livros direto do autor!

    Beijos
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm acho muito legal conhecer o livro pelos olhos do autor, Raíssa! E tbm me chamou mais atenção a trama de Melancolia ;) bjs

      Excluir
  4. Oi Carol!
    Que fofa a capa de A Cidade de Marshmellow! Não conhecia o autor e adorei a entrevista, ficou ótima. Estou curiosa sobre Melancolia, deve ser uma trama instigante!
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com | Participe do sorteio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É fofa msm Dani! Tbm estou curiosa com a história de Melancolia! Obg amre! Bjs

      Excluir
  5. Oi, Carol! Tudo bem? Nossa, eu adorei as premissas dos livros do Talys! As capas dos dois livros são tão lindas, e ele falou deles de um modo tão apaixonante que eu fiquei mega interessado em lê-los! Adorei a entrevista, parabéns! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou msm né? Eu tbm fiquei babando, parecem ser muito interessantes! Fico feliz que tenha gostado Tony, bjs!

      Excluir
  6. Oi Carol, tudo bem?
    Parabéns pela iniciativa e em ajudar não apenas os escritores conhecidos, mas também aqueles que estão começando agora!!
    Gostei da sinopse de Melacolia e fiquei curiosa em conhecer a escrita do autor.
    Sucesso ao Talys!!!
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bárbara, obrigada! Acho isso super importante! E eu menina, muito curiosa tbm *-* bjs

      Excluir
  7. Oiee Carol ;p
    Tudo bem?
    Adorei a sinopse, fiquei com muita vontade de ler *0*
    Conhecer um pouco mais do escritor foi bem legal e um pouco mais da história também.
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Td vem querida, fico feliz q tenha gostado, espero q tenhamos a oportunidade de ler e matar a curiosidade ;) bjs

      Excluir
  8. Fico muito feliz em perceber o pé que a literatura nacional está tomando. O livro parece bom e eu adorei a entrevista. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é, Paula? Cada dia melhor! Obg pela opinião, bjs!

      Excluir
  9. Oi Carol, muito lindo seu trabalho de divulgar nossos autores, confesso que eu também resistia muito em ler nacionais, até que uma amiga me apresentou uma serie nacional e me apaixonei pela autora, agora busco sempre dar uma oportunidade a livros nacionais!

    Parabéns por incentivar os leitores a darem uma chance também!

    http://www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janiele, puxa, que bom q vc teve essa experiência! Nossa literatura está bombando *-* Obg, bjs!

      Excluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D