sexta-feira, 31 de julho de 2015

Novidades // União dos Autores: o que andam dizendo por aí

Desta vez vamos saber um pouco mais sobre os escritores da União dos Autores, mas pelos olhos
de pessoas muito especiais: os leitores! Vejam só o que andam dizendo por aí…

E por hoje é só! :*

terça-feira, 28 de julho de 2015

Filme // Truque de Mestre



Filme: Truque de Mestre
Título original: Now you see me
Diretor: Louis Leterrier
Gênero: Mistério/Policial/Thriller
Elenco: Dave Franco, Isla Fisher,
Jesse Eisenberg, Mark Ruffalo,
Mélanie Laurent, Michael Caine,
Morgan Freeman, Woody Harrelson
País: EUA/França
Ano: 2013
Duração: 115 minutos



Sinopse
Daniel Atlas (Jesse Eisenberg) é o carismático líder do grupo de ilusionistas chamado Os Quatro Cavalheiros. O que poucos sabem é que, enquanto encanta o público com suas mágicas sob o palco, o grupo também rouba bancos em outro continente e ainda por cima distribui a quantia roubada nas contas dos próprios espectadores. Estes crimes fazem com que o agente do FBI Dylan Hobbs (Mark Ruffalo) esteja determinado a capturá-los de qualquer jeito, ainda mais após o grupo anunciar que em breve fará seu assalto mais audacioso. Para tanto ele conta com a ajuda de Alma Vargas (Melanie Laurent), uma detetive da Interpol, e também de Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), um veterano desmistificador de mágicos que insiste que os assaltos são realizados a partir de disfarces e jogos envolvendo vídeos.

Gente, quero falar de um filme que vi semana passada chamado "Truque de Mestre".
Imagine 4 mágicos diferentes, mas que deveriam na verdade ser chamados de "impostores". Eles enganam as pessoas para sobreviverem, até que algo os une. Um convite de uma personalidade milenar do ilusionismo para algo muito maior. E isso exige que eles se superem a cada truque, como se fosse um teste, tudo orquestrado por esse benfeitor misterioso. Esses truques envolvem roubos a banco, e o dinheiro sempre vai para a plateia, o que, obviamente, chama a atenção do FBI, que ainda conta com a ajuda de um (esqueci o termo usado no filme) "desmascarador de mágicos". 


O filme é pura ação, suspense e surpresas, e só fiz essa crítica porque não consegui parar de pensar nele, rs. Durante o filme você acompanha os truques fantásticos e a caçada do FBI, é muito empolgante!
Pra começar, Truque de Mestre tem um enredo diferente, ótimo elenco e efeitos especiais muito bem feitos. Destaque para a atuação do Mark Ruffalo e do Woody Harrelson nesse filme, sensacional!
O tema ilusionismo sempre me despertou curiosidade, e tanto a história quanto o que há por trás dele são valorizados no filme. Os "quatro cavalheiros" que são os mágicos (3 homens e 1 mulher), mesmo não aparecendo tanto quanto deveriam, roubam a cena e têm uma interação divertida durante o filme.
Temos um romance desnecessário, e não, não adivinhei como nenhum dos truques foi feito XD Mas tive muita vontade de rever pra perceber melhor os detalhes que perdi, haha.


A revelação final é impressionante e inimaginável, mas ainda ficaram muitas perguntas na minha cabeça. Fiquei sabendo que já está confirnado que será uma trilogia ;)
Aconselho a quem quiser ver o filme que escolha um momento adequado e preste muita atenção do começo ao fim, pra não se perder nas explicações. É tudo muito rápido e corrido!
Retirei uma estrela da avaliação por achar que os quatro cavalheiros deveriam ter aparecido mais, e pelas pontas soltas no desfecho. Mas recomendo muito o filme, é uma distração bem vinda e um conjunto de qualidade que prende todos os públicos!


Avaliação
muito bom

sábado, 25 de julho de 2015

Resenha // Os Sonhos de Rita - Gislaine Oliveira




Livro: Os Sonhos de Rita
Autora: Gislaine Oliveira
Publicação: Independente
Gênero: Romance
Literatura Nacional
Páginas: 154
Ano: 2014
Volume: Único
Avaliação: 3,5
Onde comprar: Amazon




Sinopse
Prever o futuro em sonhos era um dom divertido para Rita. Até ela sonhar com o próprio casamento, cujo noivo não é Felipe, seu amado namorado. Ao saberem disso, os dois partem junto com os amigos numa jornada para mudar esse cruel destino. Mas tudo se complica quando Rita conhece Thiago, o noivo.
"Minha vida tinha se transformado numa tentativa desesperada de não perder Rita. Nem mesmo por um segundo." - Felipe.

Rita e Felipe eram perfeitos um pro outro. Os dois tinham certeza disso, e todos em volta também (exceto seus pais, rs). O amor deles era pra sempre. Mas Rita tinha um curioso dom. Ela tinha sonhos que mostravam o futuro. Sonhos que, por mais que tentasse mudar, aconteciam.
Certo dia, Rita sonha com seu casamento... E descobre que o noivo não era Felipe. Mas nenhum dos dois quer que isso aconteça, e junto com seus amigos, Luana, Guilherme, Thati e Miguel, se unem em busca de uma solução, qualquer forma de fazer com que o sonho de Rita não se realize.
Como ela ousaria se casar com alguém que não fosse Felipe? Ele era seu amor, seu passado, seu presente e futuro. Era com ele, com certeza com ele, que queria casar. Não com um estranho. E ela tinha certeza absoluta disso.
Felipe é um namorado extremamente ciumento; Rita é orgulhosa e tem uma personalidade muito forte. Os dois reagem como podem à situação, e o medo de perder um ao outro os leva a tomar atitudes que ainda conseguem piorá-la... Entre dramas, ciúmes, inseguranças e mentiras, Rita terá que descobrir o verdadeiro significado de seu dom e aceitar que a vida não é um livro clichê que você já sabe o final.
- Você não tem o dom da vidência, pequena. Você tem o dom de mudar o futuro com os seus sonhos. Porque você acredita neles, mas não consegue controlá-los. Ainda. Seu futuro é embaçado, porque seus sonhos bagunçam tudo.

Esse é o segundo livro da autora que eu resenho aqui no blog, o primeiro foi Justa Causa (leia aqui). Durante a resenha vocês irão ver algumas comparações entre os dois pra percebemos as diferenças e evoluções. Fiquei muito contente em renovar a parceria com a Gislaine e poder viver mais uma de suas histórias.
Algo que a Gih está de parabéns é na questão de cada história que ela escreve ser totalmente diferente da outra. Se eu comparar Justa Causa e Os Sonhos de Rita, são abordagens, climas e linguagens diferentes. Também já li vários contos dela, então posso dizer isso. Ela é bem flexível e criativa.
Em Os Sonhos de Rita, a narrativa da Gih tem um bom ritmo e prende o leitor. O livro é pequeno mas a história é concisa e não afetada pela quantidade de páginas. Aquela rapidez nos acontecimentos que havia apontado em Justa Causa não ocorreu tanto aqui, o desenvolvimento dos fatos foi bem planejado.
Os Sonhos de Rita passa mensagens bem claras pro leitor, sobre amor, amizade, crenças, escolhas e suas consequências. A escrita da autora evolui nesse livro e mostra também seu lado crítico sobre questões sociais nas entrelinhas. O livro traz referências da literatura em alguns momentos, tanto com opiniões sobre leitor e leitura em si, como fazendo relações com passagens de livros específicos, no caso, O Morro dos Ventos Uivantes da Emily Brönte.
Mas ele tinha por Rita um amor que duvidava que alguém pudesse sentir. Rita era parte dele. Ou todo ele. E perdê-la era perder a si mesmo.
O começo do livro tem um pouco de enrolação. Apesar do clima tenso propiciado pelo sonho deixar o leitor curioso, e a amizade de Rita, Felipe e seus amigos tentar deixar a situação mais leve e divertida; infelizmente o casal tem um tom super exagerado e dramático que chega até a irritar e tornar a leitura um pouco chata, pelo menos até metade do livro. Talvez tenha sido uma estratégia da autora pra convencer o leitor de algumas coisas, mas não funcionou muito comigo...
De verdade, eu fiquei até preocupada com o Felipe, rs. Ele é um namorado muito instável, possessivo e ciumento. Fofo e romântico também, entretanto, instável. Já a Rita é chorona, porém tem uma personalidade forte (e com certeza muito da Gih) e isso traz pontos positivos pra ela. Mas também achei que, no geral, todos os personagens se complementam na história.


O capricho na edição do livro é perceptível. A única coisa que eu não gosto é a expansão da imagem na capa =/ Os detalhes de diagramação das páginas podem parecer exagerados, mas combinam com a proposta do livro, e não atrapalharam minha leitura. Não encontrei nenhum erro de revisão \o/
Se o começo do livro me pareceu enrolado, o final foi um pouco corrido. A Rita, num certo ponto da história, acaba descobrindo quem é o noivo de seus sonhos, Thiago. Gostei muito dele como personagem e, confesso, mudei de torcida algumas vezes XD Senti falta de mais cenas entre a Rita e o Thiago, e também de algumas explicações no final do livro, principalmente sobre os personagens secundários (Gih, uma história sobre Lu e Gui cairia bem, hein? rs).
Acho isso tudo tão injusto. Tem gente que passa a vida procurando um amor. E eu encontrei dois. Daria tudo pra que houvesse conhecido apenas um.
Tem outro ponto que eu gostaria de comentar também. O pai da Rita e a mãe do Felipe nunca concordaram com o namoro dos dois, principalmente por questões religiosas, tema que é muito abordado durante o livro. Não só sobre essa questão, mas em algumas situações no livro a Gih é muito taxativa ao se posicionar. Acho que alguns assuntos devem ser abordados com uma flexibilidade maior, até porque o público de leitores de um escritor é variado. Não, um autor não escreve livros para agradar todo mundo e tem o direito de defender a ideia que quiser na qual acredita, mas demonstrar uma visão unilateral e generalizar não é muito inteligente, na minha opinião.


Vocês não tem ideia de como esse livro termina! Gislaine Oliveira, QUE FINAL FOI ESSE? Reli várias vezes pra saber se tinha entendido direito, não sabia mais o que achar! Fiquei muito surpresa! Até agora não sei se concordo ou não com o desfecho, mas entendi que desde o começo do livro já estávamos sendo preparados pra isso.
O problema é que eu sou uma leitora chata. Eu gosto de livros que me cativam de verdade desde o começo... Por mais que do meio pro final as coisas melhorem muito, eu gosto de gostar de um livro por inteiro! Por isso, minha nota foi 3,5 para o conjunto de positivos e negativos dessa leitura. A recomendação vai depender muito do seu gosto pessoal de leitura, mas esse é um bom romance, com enredo diferente, bem escrito, que cumpre a função de entreter e com certeza faz o leitor pensar também. 
- A Rita ama você e você a ama. O que poderia separá-los?
- Os sonhos dela?
♥♥♥ 
Ps: Oi pessoal! Sei que tinha prometido outras resenhas antes dessa, mas foi a que ficou pronta primeiro, rs XD Quero avisar também que decidi mudar a forma de avaliação dos livros, deixando as estrelinhas de lado e trocando por números, acho que fica mais fácil pra mim ;) bjs!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Lançamentos // Editora Gente e Única - Julho

Olá colecionadores!
Hoje deixo com vocês os lançamentos de julho da Editora Gente e do Selo Única!
Incrível
Nos melhores lugares estão os piores segredos

Eram olhos repletos de esperança — esperança irracional, espantosa e, às vezes, até irritante. Esperança de que, de alguma forma, tudo daria certo, mesmo quando estava claro que seu sonho lhe escapava como areia 
por entre os dedos de uma criança.
Naomi Rye simplesmente odeia quando chega o verão e ela é obrigada a ficar com sua mãe socialite em East Hampton. Afinal, ela definitivamente não pertence àquele mundo de glamour e adolescentes mimados. No entanto, tudo pode ser diferente neste verão, pois a casa vizinha foi alugada pela linda e misteriosa Jacinta Trimalchio, que sabe como impressionar com suas festas suntuosas e selvagens e, claro, seu badalado blog Incrivel.com.
Jacinta tem as próprias razões para se aproximar de Naomi: Delilah Fairweather. O envolvimento dessas garotas poderá culminar em grandes tragédias, e o mundo de riqueza e esbanjação cuidadosamente construído por aqueles jovens ricos poderá cair em pedaços. Naomi agora precisa decidir se está disposta a ser puxada por essa vida que por tantos anos rejeitou, ou se enfim cederá aos encantos da misteriosa e fascinante vizinha.
Inspirada no clássico O grande Gatsby, Sara Benincasa traz todo drama, glamour e romance com um toque moderno (e escandaloso)!

O que vale é a intenção
Como transformar suas intenções em ações, vivendo com equilíbrio, paz e alegria
Intenções não são meramente objetivos. Elas vêm da alma, de algum lugar profundo dentro de nós, onde temos clareza acerca de nossos desejos sinceros de
felicidade, aceitação, saúde e amor.
Todos nós, em dado momento da vida, nos sentimos soterrados pela rotina e pelas responsabilidades. Lidar com o trabalho, cuidar dos filhos, nutrir um relacionamento, gerir a casa... É tanta coisa a fazer em tão pouco tempo que nos esquecemos de prestar atenção em como estamos de fato vivendo.
Mallika Chopra quer mudar esse cenário. Por isso, trabalha incentivando homens e mulheres a buscarem mais propósito para si. Nesta tocante narrativa, repleta de altos e baixos e de amor e compaixão, ela nos conduz pelos seis passos para uma vida em que nossas intenções enfim se concretizam.
  • Descubra como dar mais sentido à sua existência.
  • Trilhe o caminho que transforma intenções em ações.
  • Seja protagonista da sua história.
  • Tenha mais equilíbrio, paz e alegria em sua vida.
Não deixe para depois a conquista de uma vida mais realizada. Busque agora a intenção que faltava para sua história ser feliz.

Tudo o que você precisa saber sobre MITOLOGIA

Dos deuses e deusas aos monstros e mortais, seu guia sobre a mitologia antiga
Mitologia como você sempre quis: sem embaraos e com muito bom humor
Quem nunca se interessou por mitologia que atire a primeira flecha... ops, pedra! A verdade, porém, é que a gente acaba se perdendo entre tantos mitos, tantos deuses e deusas e monstros, tantos nomes e acontecimentos. E vários pontos ficam meio sem resposta na nossa cabeça:
  • Quem Zeus puniu por desobediência?
  • De quem Hera se vingou?
  • Quais são, afinal, os 12 trabalhos de Hércules?
  • Édipo era mesmo apaixonado pela mãe?
  • Essas respostas – e muitas outras – estão neste livro!
Navegue por capítulos dedicados a cada imortal e mortal da mitologia antiga, grega e romana, e descubra os pontos em que os mitos se encontram. Não importa se quer saber por curiosidade ou se quer arrasar mostrando seus conhecimentos em conversas por aí: Tudo o que você precisa saber sobre mitologia tem o que você precisa saber!

Tudo o que você precisa saber para ser promovido

49 segredos e atalhos que a faculdade não ensina para ter foco, produtividade e sucesso
Os 49 segredos que vão salvar sua pele no trabalho e fazer você
se destacar de verdade!
Para ser contratado, promovido, respeitado e para não sentir como se nunca soubesse o que realmente está acontecendo ou o que seu chefe quer de você, é preciso descobrir os atalhos que o levam a dar a resposta certa, não importa a pergunta.
Para ajudá-lo nesse grande desafio, Geoffrey James, autor reconhecido internacionalmente por sua visão prática sobre o mundo profissional, revela os passos para que você supere suas maiores dificuldades, sejam elas:
  • Sentir-se travado na hora em que mais precisa se comunicar com aqueles que têm poder para melhorar sua posição.
  • Ter de gerenciar não só a si mesmo como também seu chefe e sua equipe para que as coisas enfim aconteçam.
  • Ter de lidar com conflitos de cunho pessoal dentro da empresa – o que dá muito mais trabalho do que trabalhar de fato.
  • Estar em meio a uma check-list de pendências na qual todas são urgentes.
  • E tantas outras situações que tiram sua paz – e que acontecem com todo mundo.
Esqueça todas as baboseiras e, sem enrolação, descubra como focar o que realmente faz a diferença, ser mais produtivo e alcançar uma carreira segura e duradoura!
Esta é a obra que deveria ser leitura obrigatória para qualquer profissão!

Apesar da capa linda de Incrível, o enredo não me chamou muito a atenção =/ Tudo o que você precisa saber sobre mitologia eu leria, mas não pra resenhar, rs. E vocês, de quais gostaram?

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Meet&Greet // Talys Cidreira e sua Melancolia

Oiiiiii colecionadores!
Mais uma entrevista bonita e 100% nacional pra vocês!
Hoje nós vamos conhecer o Talys Cidreira, autor dos livros Melancolia e A Cidade de Marshmellow. Vocês sabem que o objetivo maior dessa coluna de entrevistas aqui no blog é divulgar autores nacionais, principalmente aqueles não tão conhecidos. Sempre procuro trazer coisas diferentes pra cá e não o que todo mundo está divulgando/resenhando e afins... E como eu descobri o Talys? Foi através do instagram! O livro Melancolia será lançado em 2016 e o autor tem feito uma divulgação bem legal desde já, tanto que a história me chamou bastante a atenção. Queria parabenizá-lo por isso! :)
A entrevista será focada no livro Melancolia, porém o autor já tem outro livro publicado chamado A Cidade de Marshmellow, uma fantasia infanto-juvenil que aborda o tema da alimentação saudável. Vou deixar a capa dele e o link mais embaixo pra quem quiser saber mais sobre ;)
Sinopse
“O ilusionista Gabriel Michelangelo é um cara profundamente melancólico. Ele surge misteriosamente em um balão de ar no circo dos irmãos Canyon, em uma cidade da costa francesa. Usando truques comuns de mágica no princípio, tenta roubar a atenção de todos, porém ao perceber que continuava ofuscado, mostra duas de suas habilidades: a levitação e o hipnotismo. A estratégia surte efeito e deixa todos impressionados. A partir daí, acontecimentos estranhos começam a acontecer. O primeiro deles é a morte do antigo mágico do circo. Depois, uma criança é esquartejada.
No mesmo período, a bela e melancólica Elizabeth muda-se para a cidade com o filho Eddie, tentado escapar dos fantasmas da Primeira Guerra Mundial que custou-lhe a vida de seu marido. Ao chegarem na casa nova encontram a maravilhosa pintura de Vincent Van Gogh, ” Campo de Trigo com Corvos”. Encantado com a obra, Eddie, começa a ter surtos psicóticos com os corvos do quadro e seus ataques de sonambulismo tornam-se mais frequentes .
Ao assistir uma apresentação no Circo Canyon, Elizabeth e Gabriel se conhecem e apaixonam-se um pelo outro. Segredos da vida de Gabriel vem à tona enquanto o mesmo tenta ajudar Elizabeth com o mistério do quadro de Van Gogh e as crises de Eddie. O garoto corre perigo, o assassino de crianças está mais próximo que nunca. Gabriel é o principal suspeito. Terá que provar sua inocência e descobrir a identidade do verdadeiro culpado.”

Quote e Primeiro capítulo de Melancolia, clique nas imagens para ver ampliado!


Sobre o autor

Escritor maranhense formado em ciências contábeis. Apaixonado por leitura e amante da escrita compôs mais de cinquenta sinopses durante a infância e a juventude. Aventurou-se pelas linhas da poesia, da prosa e do teatro por um longo período, antes de se dedicar a arte dos romances. Seu primeiro livro infanto-juvenil, "A CIDADE DE MARSHMELLOW" mergulha entre o universo da realidade e fantasia. A ideia surgiu após um sonho. E o livro nasceu em poucos dias. Atualmente trabalha em seu primeiro romance "MELANCOLIA".
Entrevista

A Colecionadora de Histórias: Oi Talys! Fale um pouquinho sobre seu lado leitor e sobre como se tornou escritor.
Talys Cidreira: A paixão pela leitura foi o início de tudo. Desde a infância gostava muito de ler os contos dos livros de português, escrever redações e criar fábulas. Adorava pegar para ler os livros que minha mãe guardava em sua estante, romances de Carlos Heitor Cony e outros nomes da literatura nacional como Machado de Assis e Aluísio de Azevedo. Mas foi quando conheci os famosos livros da série Vagalume que tive a ideia de criar minhas próprias histórias. Passava meses escrevendo narrativas em cadernos. Teve um período que me dediquei apenas a poesia, depois ao teatro e por último aos romances. Lembro que tinha uma bela coleção de canetas e isso ajudava a ter maior interesse pela escrita. Acredito que tudo que escrevi durante esse período foi como um laboratório para aperfeiçoar-me. Hoje continuo lendo bastante e escrevendo muito, tanto que apenas este ano lancei meu primeiro livro infanto-juvenil intitulado A Cidade de Marshmellow. O meu lado leitor gosta de muita coisa, em especial dos livros do britânico Ken Follett (meu escritor favorito), os romances épicos de Victor Hugo, sou fascinado também pela literatura russa, mas gosto de muitos autores contemporâneos como Stieg Larsson, John Boyne, Markus Zusak, Carlos Ruiz Zafón, entre outros.
 
A Colecionadora de Histórias: Como foi o processo criativo de Melancolia? Quando começou a escrevê-lo?
Talys Cidreira: Melancolia surgiu de três paixões: pelo estilo épico e vintage do século 19, o mundo do circo e as obras de Van Gogh. Decidi reunir tudo num único livro. As primeiras pesquisas e laboratórios começaram há uns quatro anos atrás. E já fazem dois anos e meio que venho escrevendo Melancolia.
 
A Colecionadora de Histórias: Foi difícil pra você, como um brasileiro do século XXI, escrever sobre a França de 1921? E a vida no circo?
Talys Cidreira: Realmente não é algo fácil, escrever e ambientar uma trama num período ao qual você só conheceu nos livros de história, mas é exatamente esse fascínio que me faz escrever sobre esse período. Claro que precisa sempre de muita pesquisa, laboratório e estudo sobre o que estou escrevendo. Passei dias procurando arquivos sobre o circo, primeira guerra mundial, biografia de Van Gogh, vendo filmes sobre esses assuntos e lendo livros sobre os temas (andei lendo O Circo Mecânico e O Circo da Noite para saber o que já se encontra na literatura em romances sobre circo). Queria ter ido conhecer as cidades costeiras da França para ter uma ideia melhor do ambiente em que a narrativa se passa, no entanto tive imprevistos e não foi possível, então por conta disso tive um trabalho maior de estudo e decidir criar uma cidade fictícia na costa francesa. O processo da escrita se deu da seguinte forma: escrevi toda a sinopse, depois desenvolvi os capítulos, em seguida revisei, ambientei toda trama, usei muito das pesquisas sobre objetos da época para inserir na narrativa, construí a identidade dos personagens, melhorei a trama (no início era mais suspense, hoje tem muito suspense e muito romance), continuo fazendo revisões extras e agora estou reescrevendo alguns capítulos, melhorando o máximo possível para que o leitor tenha um texto excelente e cheio de emoção. Quanto ao circo, usei a mesma metodologia. O filme O Circo de Chaplin foi um excelente laboratório de pesquisas.

A Colecionadora de Histórias: O que seu leitor pode esperar da leitura de Melancolia? O que ele tem de especial?
Talys Cidreira: Melancolia é uma trama que começa tranquila e ganha um ritmo frenético. Personagens são bem construídos e marcantes, os cenários são belos e bem desenhados na narrativa, muito suspense como já disse, muito romance, muito mistério, cheio de segredos... Além do tema circo e Van Gogh, também aborda sobre sonambulismo e hipnotismo. E os capítulos contam o presente e o passado.

A Colecionadora de Histórias: O seu perfil diz algo interessante, sobre você ter escrito mais de 50 sinopses na juventude. É uma situação com a qual eu me identifico, rs, e o que eu queria saber é por que, de todas as essas sinopses e ideias, você acha que conseguiu concluir A Cidade de Marshmellow e Melancolia?
Talys Cidreira: As sinopses e textos antigos serviram mesmo para aperfeiçoar o que venho escrevendo hoje. Infelizmente perdi tudo que escrevi na infância. A Cidade de Marshmellow foi escrito bem recente, conclui tudo em pouco tempo, foi uma narrativa mais ágil e fácil, bem menos elaborada. Melancolia já é algo bem mais rebuscado e que eu já tinha rascunhado há algum tempo.

A Colecionadora de Histórias: Você já escreveu fantasia infantil, e agora, um romance misterioso. Tem algum outro gênero que ainda pretende escrever? Em qual deles você se sente mais à vontade?
Talys Cidreira: É bom sair da zona de conforto. A Cidade de Marshmellow por mais que tenha uma pitada de suspense é uma fulga da minha zona de conforto. O gênero que me identifico mesmo é o suspense. Mas claro que pretendo e já tenho coisas guardadas de outros gêneros. No momento certo decido o que fazer com eles.

A Colecionadora de Histórias: Você tem outros projetos em andamento ou alguma novidade que queria divulgar sobre seus livros?
Talys Cidreira: A Cidade de Marshmellow foi publicado este ano e me dediquei integralmente a divulgação do livro por todo primeiro semestre de 2015. Graças a Deus foi um sucesso. Agora me dedico inteiramente a Melancolia, estou divulgando nas redes sociais e pretendo lançar completo por tempo limitado no Wattpad no final do ano (dezembro). O livro físico deve sair em 2016, provavelmente no segundo semestre e talvez de forma independente se não conseguir uma nova editora até lá. Tenho contrato com a mesma editora de A Cidade de Marshmellow, mas por divergências não pretendo lançar com eles.

Mensagem final:
Gostaria de agradecer a você e ao blog A Colecionadora de Histórias pela entrevista e todo apoio à literatura nacional independente que é tão sofrida e sem muito apoio e incentivo. Obrigado ao espaço cedido. Quem quiser conhecer mais sobre meus livro pode curtir páginas no Facebook é Instagram (@melancolia.livro). Até mais.

Quero saber se vocês gostaram tanto quanto eu! Talys, eu que agradeço por sua disponibilidade em participar. Te desejo força nessa caminhada que vai longe!

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Playlist // Telas de Cinema

Tinha um tempo que queria montar esta playlist, só que não estava entrando muito na internet ultimamente e como estava por aqui, resolvi montar a play que tanto andei sonhando.
Não lembro qual foi a música certa que me fez ter esta vontade ou se nasceu primeiramente a ideia, mas só sei que sempre que escuto Love Me Like You Do a minha vontade cresce infinitamente.






Gostaram da ideia? Querem ver alguma música que tocou em filme por aqui? Deixem a dica nos comentários porque quero (e vou) voltar com mais músicas que tocaram em filmes. Desta vez preferi identificar o filme ao invés de colocar o link do vídeo direto nas imagens. 

terça-feira, 14 de julho de 2015

Resenha // Gênesis - Bernard Beckett

Sabe quando você está linda e bela de cansada por ter ficado um certo tempo na fila para entrar no estande da Editora Intrínseca e acaba indo naquela parte em que os livros estão na casa dos R$5,00 e um (no meu caso foram dois) te chama certa atenção?! Então, eu e Bernard tivemos este momento em comum na Bienal em São Paulo no ano passado.






Livro: Gênesis
Autor: Bernard Beckett
Editora: Intrínseca
Gênero: Ficção Cientifica
Literatura Estrangeira
Ano: 2009
Páginas: 173
Volume: Único





Sinopse
Em uma Terra devastada nasce uma nova sociedade. Separados do mundo exterior por uma cerca em pleno oceano, seus habitantes vivem em absoluto isolamento — aviões que se aproximam são abatidos; refugiados, executados. Até que um soldado escolhe romper com as regras e, em vez de disparar, resgata das águas uma menina. Ele muda para sempre o curso da História.
Logo que pegamos o livro nos deparamos com a seguinte frase "O que realmente significa ser humano?" e logo depois você lê a sinopse e percebe que uma coisa não liga à outra, mas por quê será? Na verdade você só irá saber lendo. 
A história toda se passa em uma sala com pouca luz onde Anaximandra irá prestar o seu exame para três Examinadores. O tema que ela escolheu falar é um tema um tanto apresentado por aqueles que queiram entrar para a Acadêmia, que é sobre Adam Forde, um cara do qual todos ouvem histórias a respeito desde muito pequenos, talvez sendo a primeira história que uma criança escute. Adam é o herói para Anax, que viveu e morreu muitos anos antes dela. 
Os Examinadores não são diretos ao tema que Anax irá abordar, eles dão grandes voltas até chegarem no assunto central. Perguntam sobre como se encontrava o mundo antes, pedem definição pra ela do que é espírito, até chegarem na história do Adam. O que de certa maneira é ótimo para nós leitores. Uma coisa constante no livro é a presença de muitos filósofos, os mesmos que vemos lá na escola. 
Platão fechou um certo lugar (não sei se pode ser chamado de cidade ou povoado, pois não temos muitos detalhes sobre isso na história) onde ninguém além dos que já estavam lá dentro entravam. Todos os aviões e barcos que chegavam próximo, as pessoas eram mortas, pois existia uma peste do lado de fora da proteção, motivo pelo qual não entravam.
Lá dentro existia uma divisão de quatro classes: trabalhadores, técnicos, soldados e filósofos. Quando a criança nascia ela era tirada de seus pais e passava por testes. Dependendo do resultado que desse a criança seria mandada para a divisão que ela iria pertencer, ou seja, que tivesse proximidade conforme o resultado do teste. Uma vez não detectada essa proximidade com as classes a criança era morta. E Adam pertencia à classe dos filósofos, classe que tinha um tratamento diferente das demais por ter uma "inteligência" superior as demais. Adam foi trocado de classe, passou a ser um soldado por ser considerado em ter um genes rebelde e por ter fugido para a cidade/aldeia vizinha, já que todas as pessoas eram controladas. É nesta classe que ele salva uma menina que está em um barquinho, e para salvar ela, ele precisa matar o seu parceiro de cabine. 
Por ter salvo esta menina, Adam é levado a julgamento e seria penalizado por morte. Só que aí aparece o filósofo William que sugere que ele tenha um outro tipo de punição. Ele vinha trabalhando escondido ao longo de quatros anos em um androide, e sugeriu que Adam vivesse com este androide agora, para que ele fosse aperfeiçoado uma vez que ele aprendia com o comportamento das pessoas e vivendo com William já não apresentava mais progresso algum, o que ele poderia vir a ter com Adam. 
Bem, além destas informações eu não posso apresentar mais nada da história para vocês. A verdade é que eu posso, mas não é legal ler uma resenha que contenha spoiler (por mais que eu tenha detalhado bem a história já). O que posso realmente dizer é que este é um livro que eu nunca havia pensado em ler e nem cogitado que leria um dia. Toda a escrita é bem envolvente e dependendo do seu ritmo com a leitura, lê em um dia. Não é um livro que é dividido por capítulos que nem os demais. As quebras da história que tem são os intervalos que os Examinadores dão para Anaximandra, e que na verdade são três intervalos, já que ela está em um exame para poder vir fazer parte da Acadêmia ou não. Talvez você não tenha assim grande curiosidade para ler a história, mas digo que vale muito a pena. Só mais um detalhe: sabe aquelas histórias que tem e não tem fim? Que você fica se questionando depois? Gênesis faz parte deste grupo.

Avaliação
excelente

sábado, 11 de julho de 2015

Leituras do Mês // Maio e Junho de 2015

Olá meus amores! Tudo bem com vocês? Esse é um post que eu realmente gosto de fazer, falo um pouquinho sobre os livros que li e vocês ficam sabendo de novos livros pra ler ;) Eu li muito muito pouco nesses dois meses, foram beeem puxados na faculdade: só 5 livros =/ Confiram!


Um caminho de volta - Larissa Oliveira
Sinopse
Luíza é uma adolescente, assim como todas da sua idade. Mora com seus pais e é a melhor amiga de Frederico, um dos meninos mais pegadores do colégio, desde a sétima série.
Sua vida, normal até então, começa a se modificar após sofrer uma traição. Mas, o que parecia ser o maior dos problemas que ela enfrentaria, passa a ser o menor de todos após uma descoberta que faz sua vida virar de cabeça para baixo.
Relacionamentos, amizade, perdas, dor, amor, superação e descobertas.
Um caminho de volta mostra que por pior que as coisas sejam e por mais perdidos que estejamos sempre encontramos um jeito de voltar.
Em poucas palavras: Vai ter resenha dele aqui no blog! É um livro que tem uma história bem sensível e principalmente, de superação. Foi uma leitura que teve seus altos e baixos comigo, mas no fim das contas eu gostei e me emocionei com a mensagem que ele passa.


Love Story - Jennifer Echols
Sinopse
Para Erin Blackwell, estudar escrita criativa na faculdade dos seus sonhos em Nova Iorque é mais do que uma oportunidade para conquistar suas ambições, é sua passagem para longe das lembranças trágicas que acompanham a fazenda de cavalos de sua família no Kentucky. No entanto, quando ela se recusa a estudar administração e cuidar da fazenda, sua avó decide oferecer o dinheiro da faculdade e a prometida herança de Erin ao seu lindo cavalariço, Hunter Allen. Agora Erin precisa conseguir um estágio e trabalhar até tarde em uma cafeteria para tornar seu próprio sonho realidade. Ela deveria desprezar Hunter… mas por que ele entrou de surpresa em seus pensamentos como o herói de seu último dever de casa? No dia em que ela está compartilhando a história com a turma, Hunter aparece. E entra no grupo. E depois que ele lê sobre si mesmo na história, as fantasias íntimas de Erin são dolorosamente expostas. Ela espera persuadi-lo a não revelar seu segredo para o grupo, mas Hunter prepara sua própria vingança criativa e escreve histórias sensuais que deixam a sala inteira curiosa e enchem o coração de Erin de desejo. Agora ela não está apenas imaginando o que poderia ter acontecido, está escrevendo um fim completamente novo para seu romance com Hunter... Só que essa história pode se tornar realidade.
Em poucas palavras: A leitura desse livro foi meio que uma história de amor e ódio, rs. Começou mais ou menos, foi ficando muito bom, e depois me irritou completamente! XD A autora simplesmente viajou e esqueceu de dar um ponto final na história, sabem? E ele tinhatudo pra ser ótimo! Acho que nunca vou superar isso, sinceramente. sem mais 


Tudo o que ela sempre quis - Barbara Freethy
Sinopse
A busca por um terrível segredo pode não ser a melhor opção
Ela era a melhor amiga deles, ou assim eles pensavam — até anos mais tarde, quando seus segredos os levam a uma perigosa busca pela verdade sobre quem ela realmente fora... e por que morrera...
Dez anos atrás, em uma festa louca, a linda e estonteante Emily caminhava para sua morte, deixando seus três melhores amigos e suas "irmãs" — Natalie, Laura e Madison — devastados. Nenhum deles esquecera aquela noite — ou o papel que cada um teve na morte de Emily, a culpa que os persegue e a perda que ainda sofrem.
Agora, um escritor desconhecido entra na lista dos livros mais vendidos com um romance similar à história deles. Quem é ele? Como ele sabe os detalhes íntimos de suas vidas? E por que ele está acusando um deles como assassino? Quando eles começam a desvendar a verdade sobre a amiga em comum, irão redescobrir um amor que ela perdeu há muito tempo e descobrir segredos que vão mudar sua vida para sempre...
Em poucas palavras: Leitura ma-ra-vi-lho-sa! De você pegar e não largar mais! Esse é o tipo de livro que tem tudo o que o leitor gosta, sabem? Romance, mistério, personagens incríveis... Não esperava isso tudo dele, adorei e recomendo fortemente à todos!


365 dias do ano (Staying Strong) - Demi Lovato
Sinopse
Para a megaestrela Demi Lovato, a vida tem sido uma jornada — de conquistas impressionantes e perdas arrebatadoras. Cantora recordista de vendas, apresentadora de TV e atriz, ela enfrentou batalhas com a depressão e a dependência, tudo isso sem desistir de encontrar a felicidade e a si mesma. Demi compartilhou sua trajetória na mídia, nas letras de suas músicas e para seus 17 milhões de seguidores no Twitter. Esses tweets resultaram neste livro, uma obra em 365 insights honestos, esperançosos e impactantes. Aqui estão, nas próprias palavras de Demi, as citações que a inspiraram, assim como suas reflexões pessoais e seus objetivos. Demi Lovato — 365 dias do ano é para todos, em qualquer lugar, que precisem de conforto, inspiração e um motivo a cada dia para serem fortes em sua própria trajetória.
Em poucas palavras: Demetria Então gente, vinha lendo este livro desde junho do ano passado e acabei de terminar! Eu gosto muito da Demi, como artista e como pessoa, e admiro a história dela. Esse livro não é um relato do que ela passou, mas Demi utiliza frases alheias e pensamentos próprios pra mostrar como ela superou e como nós também podemos superar o que quer estejamos passando em nossa vida. É uma leitura especial, e acho legal que seja feita realmente por dia.


Quer namorar comigo? - Betsy Williams
Sinopse
Você deseja algo de especial para quem você ama? Algo que seja mais durável que um simples cartão ou buquê de flores?
Quer Namorar Comigo? apresenta de forma criativa uma nova maneira de trazer à tona nosso lado romântico. Página após página você vai se apaixonar por lindos e cativantes poemas, histórias que falam de amor, tradições do Dia dos Namorados, bilhetes para compartilhar com seu amado ou amada, e muito mais. Com certeza este é um livro que será guardado no coração de quem ler. Absolutamente lindo, é o presente ideal para quem busca amar e ser amado. Cada palavra e frase foi cuidadosamente colocada para dizer aquilo que você sempre quis dizer a quem ama. Uma verdadeira declaração de amor para ser lida e presenteada em qualquer dia ou lugar. Se o seu coração quer se completar, se aquecer e se entregar, abra já este livro e sinta o amor florescer em sua vida.
Em poucas palavras: Esse livrinho é bem fofo e bem bolado, a diagramação dele é linda e o conjunto da obra realmente chama o leitor. Quanto ao conteúdo, não tem nada de extraordinário, o livro é pequeno e tem várias frases, versículos e curiosidades legais sobre o dia dos namorados. É uma boa pedida pra presentear, a proposta dele é bem singela ;)


Tenho uma novidade pra contar pra vocês! Minha cabine de Londres virou uma book jar! hahaha Isso mesmo! Pra quem não sabe, na book jar você coloca os nomes de todos os livros que ainda não leu, e vai sorteando com o objetivo de eliminar leituras, principalmente daqueles livros que estão há anos na sua estante, rs.Eu tenho muitos livros assim, por isso decidi fazer a book jar. Os livros que sorteei em maio e junho foram Love Story e Tudo o que ela sempre quis ;)


E o post acaba por aqui, quero ver os comentários lindos de vocês!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Projeto Fotográfico // Cantarolando por aí #3



(POST ESCRITO EM JUNHO ~Carol)


Você merece tudo de bom

É muito bom contar com a sua presença entre nós, e não há nada que aconteça que possa ser completo sem a sua companhia. E hoje toda a natureza harmoniosa e divina rege uma sinfonia maravilhosa e nos convida a todos para festejar o seu aniversário. Parabéns, você merece tudo de bom.
    Fonte: mensagenscomamor.com


Olá Colecionadores e Colecionadoras... Tudo Bom? Tudo joinha? Como vai o trabalho/faculdade/ escola/cursinho? Tudo suave? Como está a vida?

 Sabe que mês estamos? (Momento tio da escola) rsrsrs
- Mês de festa junina? Mês de chutar o balde? Mês de mandar o amiguinho do lado desencalhar? Mês de comprar presentinho pro amoreco? É o mês que você esfrega na cara dos amiguinhos que está namorando e eles não? Mês de chorar porque todos os seus amiguinhos já estão namorando e você é o amiguinho encalhado da história? rsrsrs  :/

SIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIM! É mês de fazer tudo isso...

 e ainda...

É o mês de comemorar o aniversário do nosso querido, e excelentíssimo blog ACDH!

Calma, calma, calma colecionadores fofos... Pra comemorar com chave de ouro, vamos fazer uma edição especial do projeto fotográfico!!!
Não... Infelizmente não fizemos um ensaio fotográfico com a dona e a colunista do blog, maaas quem sabe um dia... Digam ai nos comentários... rsrs

Vou fazer esse projeto um cadinho diferente do habitual de vocês... meus lindos e lindas! rsrs

Vamos fazer uma TAG!!!!! Siiim colecionadores... Faremos a tag Apaixonados por Fotografia, vista no blog Borboletas nas Carteiras.

Espero que gostem!


Perguntas:

1 - Com quantos anos você teve sua primeira câmera fotográfica?

R: Então... Não me lembro com quantos anos minha mãe comprou a nossa primeira câmera fotográfica, mas eu lembro do meu primeiro celular com uma câmera! Foi no ensino fundamental... É, desde daquele tempo longínquo. Foi um Motorola W220, e era a sensação do momento ter um desse... Tirava altas fotos, maaaaas não consegui recuperar... :'( 
#saudadeseternasmotorolaw220


2 - Prefere fotografar ou ser fotografado?

R: Prefiro mil vezes fotografar... Porque né... Ser feio já é o bastante, não preciso espalhar pra todo o mundo minha feiura! rsrs
3 - Você tem uma boa câmera para fotografar?

R: Entããããão... Não tenho uma câmera (ainda), tiro fotos do meu lindo celular Nokia Lumia 730! Quando comprei, não sabia que teria imagens tão boas... *-*
(P.S.: Sou viciado em celulares!)


4 - Você fotografa e publica suas fotos?

R: Quando não estou com preguiça, sim. Geralmente publico a uma foto com quase uma semana de atraso... Tudo por causa da preguiça! rsrsrs
Se quiserem ver, estou no instagram e no face... Acho que tem uns links meus aqui! :3 Dá uma espiadinha! rsrs ;)

5 - Tumblr, We heart it, ou instagram?

R: Como eu sou uma pessoa que gosta de soluções práticas... Instagram por favor! rsrs
6 - Cite uma pessoa que você se inspira para tirar suas fotos?

R: Como sou novo na fotografia, não conheço muitos famosos dessa área... Só conheço uma pessoa que me inspira pra tirar minhas fotos:
Minha mãe! Já que ela já tirou excelentes fotos na minha infância... Tipo ela é TOP, rsrs


P.S.: Ela adorava tirar fotos minhas, quando eu era pequeno! E agora não é diferente com a minha sobrinha!
#modeloinfantil #sobrinhalinda
7 - Você edita suas fotos ou prefere que elas fiquem no modo original?
R: Olha... Já ferrei muitas fotos bonitas com efeitos pesados, mas conforme o tempo fui aprendendo a maneirar nos efeitos. Hoje em dia só utilizo umas correções e coisas simples... Ou melhor... Eu tento arrumar as fotos :P

8 - Qual seu programa predileto para editar fotos?

R: Tenho tantos... Como só utilizo o celular para tirar fotos, editar e publicar, é de regra ter no minimo uns 5... rsrs 

Mas o que eu me dou melhor é o Adobe Photoshop Express no celular, e o site Online Image Editor para fazer reparos simples nas imagens... :D
#Quantosmenosefeitomelhor
9 - Sonha em ser fotógrafo ou faz isso como um hobbie?

R: Acho que não daria muito certo eu ser um fotógrafo, porque tiro fotos para relaxar... E vou te contar, tirar foto é mega relaxante! :D

10 - Já fez algum tipo de curso de fotografia?

R: Infelizmente não! :'( Mas se alguém quiser me pagar um cursinho, estou aceitando! rsrs

11 - Qual a última foto que você tirou?


12 - Qual a última vez que você foi fotografado por alguém?

R: Eu acho que o Márcio Campelo, um fotógrafo surdo maravilhoso (e meu amigo! :P), deve ter tirado alguma foto minha na exposição que ajudo no Museu de Artes do Rio... Se vocês quiserem, podem ir lá visitar, está Linda!

13 - Você é daqueles que quer sempre registar os momentos e o que está ao seu redor, e sai sempre com uma câmera nas mãos?

R: SIIIIIIIIIIIIIIIIM! Sempre que posso tiro uma foto de algo que me chame a atenção... Exemplo são as fotos que vou colocar agora... rsrs



14 - Mostre uma foto sua (ou que você tenha tirado) que você goste muito.

E FIM!

Então colecionadores, gostaram? E as fotos? O que vocês acharam delas? Comentem ai! ;)
Não esqueçam de comentar, e compartilhar com os amiguinhos, com o papai, a mamãe, o vovô, e a família toda! Pode compartilhar esse post até com os inimigos, pra causar inveja! Mostra pra eles que você achou um blog legal primeiro!


Pra finalizar esse post, quero agradecer e parabenizar a Carol Cristina, minha chefa! *-* Ela que fez isso tudo que vocês adoram ver funcionar! Ela é uma fofa! Parabéns Blog ADCH, muitos anos de Post! rsrs