sábado, 30 de maio de 2015

Novidades // A Casa da União dos Autores - Parte 1


Tudo bem pessoal? Hoje temos mais uma divulgação da União dos Autores, agora coordenado pela Camila Silvestre, também autora parceira aqui do blog. Ela está fazendo um ótimo trabalho com o grupo, e renovando várias coisas, como vocês poderão ver abaixo:

Maio está cheio de novidades na União dos Autores! Uma delas é que o grupo agora tem um site próprio (uniaodosautores.wordpress.com), uma casa para reunir os escritores e blogueiros participantes e para receber os amigos que apoiam a literatura brasileira.

Alguns escritores ainda estão arrumando seus armários e estantes de livros, mas outros já abriram as portas dos seus quartos nesta grande casa para que os leitores saibam um pouquinho mais sobre eles. Você vai deixá-los esperando?

Anna Carolina Rizzon

Camila Silvestre

Clarisse Alvarenga

Vanessa Sueroz

Marcos de Sousa

Gislaine Oliveira

Gustavo Bueno

Nanci Penna

joyce

jose

Isadora Mello

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Lançamentos // Editora Gente e Única - Maio

Mais um mês se passou e é claro que as editoras parceiras do blog estão cheias de novidades!

Editora Gente



Título: Audácia
Subtítulo: O segredo da liderança corajosa
Autores: John Baldoni
Selo: Gente
ISBN: 978-85-452-0029-1
Formato: 16x23 cm
Páginas:192
Gênero: Sucesso/Negócios/Liderança
Tradução: Leonardo Abramowicz
Lançamento: Maio de 2015
Preço de capa: R$ 29,90




Sinopse
Audácia: o que os líderes precisam para superar os desafios
Os líderes têm diante de si um grande desafio, mas também uma grande oportunidade: usar o poder de decisão e as responsabilidades que tal posição oferece de modo que não percam a fé e a confiança de seus colaboradores, e exerçam influência em todos os níveis do meio organizacional. Para isso, John Baldoni, consultor e coach de liderança reconhecido internacionalmente, nos brinda com um roteiro para líderes corajosos, determinados e comprometidos a fazer de sua missão uma trajetória de sucesso. Com histórias reais, pesquisas e entrevistas com CEOs de empresas renomadas, a obra explora a fibra e os conceitos essenciais para líderes de espírito inovador que buscam crescimento contínuo. E mais, você entende como desenvolver:
• Capacidade para realizar mudanças positivas ao seu redor.
• Impulso para buscar oportunidades.
• Alta performance a partir de suas habilidades únicas.
• Coragem para assumir riscos.
• Aptidão para engajar os talentos da organização.
• Resiliência para não desviar de seus objetivos.
Oriente-se para atingir resultados inovadores com Audácia: o segredo da liderança corajosa.


Título: Você pode mais – 99% não é 100%
Subtítulo: Seja o nº1 na vida profissional
e nos negócios com a estratégia de
quem chegou lá aos 36
Autor: Marcos Scaldelai
Selo: Gente
ISBN: 978-85-452-0020-8
Formato: 13,5 x 20,5
Páginas: 160
Gênero: Carreira/Negócios
Lançamento: Maio de 2015
Preço de capa: R$ 29,90



Sinopse
Ser O cara é o maior sonho de qualquer pessoa que busca o sucesso. Seja você empresário, funcionário de carreira, artista ou autônomo. Deixar uma marca por onde passar, se tornar sinônimo de liderança e resultado – e isso tudo mantendo ótimos contatos, grandes amizades e cultivando a admiração de quem lhe conhece. É um sonho para a maioria das pessoas, porém uma realidade para Marcos Scaldelai.
Scaldelai surpreendeu a todos ao assumir a presidência da Bombril, uma das empresas mais tradicionais e respeitadas do Brasil, com apenas 36 anos, mas ele garante e comprova neste livro: nunca queimou nenhuma etapa.
Apresentando as quatro competências globais para se destacar e brilhar em qualquer negócio, Scaldelai mostra ao leitor que ser 100% depende de você. Enquanto muitos se satisfazem ao atingir 99,9% dos resultados, quem realmente se destaca não se conforma.
Não deixe por menos, comece a nova era da sua carreira agora.
Única Editora



Título: Minha vida dava um livro
Subtítulo: O diário de quem é louco por livros
Autores: Guilherme Cepeda e Larissa Azevedo
Selo: Única
ISBN: 978-85-67028-64-4
Formato: 13,5 x 20,5 cm
Páginas:160
Gênero: Workbook/juvenil
Lançamento: Maio de 2015
Preço de capa: R$ 24,90





Sinopse
Ei, aqui! Isso mesmo, estou falando com você. Você que anda pela livraria e muitas vezes perde a noção do tempo. Você, que distraidamente passa os olhos por pilhas de livros e lombadas coloridas e sempre compra mais edições do que pode ler no espaço de uma vida. Você, que agora parou para analisar esta capa entre tantas outras. Este livro é para você.A vida muitas vezes é tão maluca que chegamos a nos questionar se o que vivemos é realidade ou ficção. Experimentamos momentos e construímos enredos com tanta frequência que não surpreende pensarmos que nossa vida dava um livro. E dava mesmo! Que tal, então, escrevê-lo aqui?
Se você é louco por livros tanto quanto nós, se perde o ponto e dorme tarde porque simplesmente não consegue deixar de terminar pelo menos mais um capítulo ou se já não sabe mais quantos livros leu e quantas vezes teve a vida salva por uma história, aqui estão as páginas que o aceitam e compreendem.
Transforme seus sonhos, citações, lembranças e, principalmente, palavras na narrativa mais empolgante e emocionante que existe: a sua vida! E, claro, não se esqueça de compartilhar. Acesse nossa página facebook.com/serieminhavida e faça parte do nosso clube. Acompanhe a #SerieMinhaVida e divida conosco sua história.
Sua vida dava um livro, é só virar a primeira página. Comece.


Título: A Canção de Alanna
Subtítulo: A primeira grande aventura
Autor: Tamora Pierce
Selo: Única Editora
ISBN: 978-85-67028-63-7
Formato: 13,5 x 20,5
Páginas: 256
Gênero: Literatura estrangeira/
Ficção/Infanto Juvenil
Tradutor: Ana Resende
Lançamento: Maio de 2015
Preço de capa: R$ 34,90



Sinopse
A coisa que Alanna mais quer no mundo é ser uma guerreira extraordinária, que vença batalhas e consiga ajudar as pessoas. Ela só tem um problema: no reino de Tortall, meninas não lutam, ou melhor, não fazem quase nada. Então, para realizar seu sonho, ela deve arriscar a própria vida tornando-se Alan de Trebond.
Esta é sua primeira aventura, e pode ser a última caso ela não seja forte o bastante para superar as próprias limitações e controlar sua magia, que é mais poderosa do que a maioria das pessoas pode suportar.
Para piorar, Alanna é a única capaz de combater o mal que se abateu sobre o reino de Tortall. Está em suas mãos salvar o herdeiro do trono e derrotar os seres milenares que habitam a terrível e amaldiçoada Cidade Negra. O fracasso não é uma opção. Sua grande batalha já começou. Ela pode morrer, ou pior: perder a própria alma para sempre!
“Ela estava apavorada: seu rosto parecia quente, as mãos tremiam. Se fracassasse, teria de deixar a corte. Aquele era o dia. Ela nunca se sentira tão forte e tão preparada.”

O livro Audácia parece ser muito bom, liderança é um assunto muito importante. Eu já fiz curso técnico em administração, e quem quer sobreviver nessa área precisa muito desse instinto de líder. Do selo Única, Minha vida dava um livro é o queridinho do momento! Como falei pra vocês em outro post, essa modinha dos livros interativos não me pegou, mas esse livro especificamente, pelo tema literário, eu adoraria ter na minha estante ;) A canção de Alanna me parece ter uma ótima história, mas não sei se solicitaria para resenhar. E vocês, de quais gostaram?

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Leituras do mês // Março e Abril de 2015

Colecionadores! :)
Infelizmente nesses dois meses eu não consegui ler muita coisa por causa da faculdade =/ Vamos ver o que consegui?


Juízo Final - Sidney Sheldon
Sinopse
Designado pela Agência de Segurança Nacional (ASN) para uma missão ultra-secreta, o oficial da Marinha americana Robert Bellamy se envolve numa imprevisível história de espionagem, que só o genial Sidney Sheldon, o escritor mas aplaudido em todo o mundo, é capaz de criar.
Juízo Final conta a surpreendente trajetória desse protagonista masculino - retomado pelo autor depois de vários personagens femininos - desde o começo de sua grande missão: localizar as testemunhas da queda de umbalão meteorológico nos Alpes suiços trazendo informações militares altamente secretas. Mas o que ele descobre é assustador...
A narrativa se torna cada vez mais excitante e atraente na medida em que as testemunhas são assassinadas logo após o interrogatório; e Bellamy percebe, então, que ele é a próxima testemunha: em vez de caçador, Bellamy passa a ser, numa perseguição implacável, a caça principal.
Num clima de suspense, amor e aventura, onde a paixão por Susan divide o coração deste oficial incansável, Bellamy desvenda a Operação Juízo Final, uma conspiração internacional, planejada pelos poderosos do mundo, que esconde a ameaça de invasão à Terra. Assim, uma reconstrução da vida amorosa e uma consciência ecológica de paz e harmonia mundial perpassam este engenhoso romance, o décimo primeiro da lista que continua sendo premiada.
Sidney Sheldon compõe um romance incrivelmente atual e instigante quando dosa com inígualável maestria as porções certas de suspense, emoção e sexo.
Em poucas palavras: Cara, não sei porque ainda fico surpresa com as tramas e criatividade do Sidney Sheldon, sinceramente! Eu nem tava dando muito crédito para esse livro, mas ele me prendeu e foi intrigante do início ao (quase) fim. É, porque o final não foi muito no nível do resto do livro, rs. Mas sabem o que eu detesto? Qnd os autores resolvem deixar romances (entre personagens) em aberto. Msm que não seja o foco do livro, eu preciso saber se fulano de tal vai ficar com fulaninho, entendem? Kk


Dark House - Karina Halle
Sinopse
Sempre houve algo fora do normal com Perry Palomina. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum. Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas. Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.
Em poucas palavras: O último post foi a resenha desse livro (leia aqui), e quem já leu viu que gostei bastante e não esperava me viciar na história, mas aconteceu! Os personagens são ótimos, e o livro cumpre sua proposta de "experimente o terror".


Quando o amor acontece - Thaís S. Lurco
Sinopse
Ser adolescente é complicado, mas para Alex é ainda pior. Crescer sem o pai por perto, uma mãe que vive bêbada e à sombra da irmã mais velha perfeita são apenas alguns dos motivos que a levaram a odiar aniversários. Mas é exatamente no dia em que completa 17 anos que a sorte começa a sorrir para ela. Ou não. Quando Jake aparece na pequena cidade de Chestertown, ela vê um novo motivo para acreditar no mundo em meio ao caos. Mas se entregar a sentimentos tão conflitantes não é tão fácil quanto parece... Como confiar em alguém que você nem conhece quando não é capaz de confiar em si mesma?”
Em poucas palavras: Quem acompanha o instagram do blog viu que estive relendo esse livro, do qual fui leitora beta anteriormente, e em breve trarei a resenha dele pra vocês. Traz uma história super fofa e gostosa de ler, com personagens cativantes e reais.


Classificação: abordagem para estudantes de biblioteconomia - Derek Langridge
Sinopse
Nesta obra o autor não faz nenhuma tentativa para explicar o assunto de indexação por completo, apenas indicando o papel da classificação nesta atividade. O livro é bem elementar pois apresenta as linhas gerais do assunto mas é bem abrangente pois trata de todos os aspectos da classificação.
Em poucas palavras: Leitura obrigatória da faculdade, mas foi um livro bem didático sobre o tema. Gostei! Tem uma passagem nele que até me deu uma ideia pro TCC, hahaha XD


As cinco leis da biblioteconomia - S. R. Ranganathan
Sinopse
A primeira edição deste clássico da biblioteconomia é de 1931. Sua atualidade, a cada dia reconhecida em diferentes contextos, justificaria por si só sua publicação no Brasil. Mas também a justifica o fato de ainda vivermos situações que, do ponto de vista da educação, da cultura e dos serviços de biblioteca, não estão muito distantes daquilo que prevalecia na Índia há mais de 80 anos. Os argumentos de Ranganathan poderão ajudar-nos a melhor compreender os fundamentos da biblioteconomia e também a organizar melhor nossas forças para que as ideias defendidas pelo 'movimento por bibliotecas' possam frutificar copiosamente entre nós.
Em poucas palavras: Outra leitura obrigatória, mas super prazerosa! Não é a toa que o autor é considerado o pai da biblioteconomia, ele faz observações muito interessantes e importantes sobre o universo das bibliotecas, de uma forma bem fácil de compreender também. Virei fã! *-*

E vocês, já leram ou pretendem ler algum desses livros (tirando os da faculdade kk)? Beijos!

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Resenha // Dark House - Karina Halle




Livro: Dark House
Série: Experimente o Terror #1
Autora: Karina Halle
Editora: Única
Gênero: Ficção/Suspense/Terror
Ano: 2014
Páginas: 352
Literatura Estrangeira




Sinopse
Sempre houve algo fora do normal com Perry Palomina. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum. Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas. Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.

"A única coisa mais assustadora que lidar com os mortos é lidar com nós mesmos." Resenha novinha em folha dessa história que acabei de conhecer, mas já considero pakas, rs. Cedido em parceria com a Única Editora, Dark House é um livro escrito por Karina Halle, e uma leitura pela qual me interessei assim que vi a capa e a proposta.
"- [...] Como você não está com medo?
- Porque acho a vida mais assustadora do que a morte."
Explicar a história desse livro é um pouco complicado, e eu já não sou muito boa nos meus resumos, mas vamos lá, rs. Perry Palomino é uma garota de 22 anos (siiim, não 16 ou 17 kkk) não tão normal assim. Ela tem um passado com acontecimentos obscuros e ainda convive com algumas consequências dele, como por exemplo, algumas coisas sobrenaturais que insistem em cruzar seu caminho. Sem falar nos sonhos estranhos que a deixam aterrorizada e sua situação de vida atual aparentemente fracassada: com um diploma de publicidade na mão e sentada numa cadeira de recepção.

Perry e a família vão visitar o tio Al, que mora no litoral de Oregon com seus dois jovens filhos gêmeos e encrenqueiros, Matt e Tony. Próximo a costa, eles também tem um farol, atualmente abandonado, do tipo que dá calafrios e sempre impressionou Perry. Só que ela nunca entrou lá por causa da família. Mas nessa viagem em especial, ela realmente sente uma atração e necessidade de ir até aquele lugar, e a oportunidade surge quando os gêmeos decidem fazer uma fogueira à noite na praia, e Perry escapa, dirigindo-se sozinha até o farol. Contra todas as probabilidades, lá dentro ela encontra um produtor, Dex Foray, que está em um projeto de web relacionado à “caça fantasmas”. Se o farol dá motivos para isso, ou como Perry e Dex se envolvem depois disso... Vocês só saberão lendo!
“As placas do chão rangeram. Senti o peso de algo desconhecido viajar por seu comprimento até chegar aos meus pés. Eu não conseguia me mover, mas não tinha certeza de que queria.
As luzes de fora se acenderam de novo, iluminando abrasivamente o quarto escuro. Meus olhos ardiam. Um som de batida tomou meus ouvidos. Tampei-os com as mãos até perceber que vinha do meu coração.”

Posso dizer a vocês que acertei em cheio ao solicitar Dark House logo de primeira. Foi uma surpresa muito agradável pra mim, esse livro dá um show em vários aspectos. Em primeiro lugar, a narrativa da autora é impressionante, faz toda a diferença no livro. Genial! Ela tem um jeito peculiar e despretensioso de descrever os cenários e ações dos personagens, que consegue prender o leitor e deixá-lo apreensivo no decorrer da história.

Dark House se mostrou um ótimo entretenimento! Quando o subtítulo diz "Experimente o terror" a palavra experimente aí faz toda a diferença, porque é realmente isso o que o livro traz pro leitor: uma aura de suspense e mistério, personagens imprevisíveis, e uma experiência inovadora. Ficamos totalmente no escuro quanto aos rumos que a história pode tomar durante todo o livro.

Então, para aqueles que não gostam de terror: não se preocupem! O livro não foi feito pra vocês morrerem de medo, e sim para pensarmos nas possibilidades, é uma abordagem bem mais psicológica. Mas não vou negar, tem umas cenas beeem bizarras kkk

Mesmo nesse "cenário de terror", a história traz uma mensagem muito legal também, de aceitação de si mesmo, e de arriscar pelas coisas em que você acredita.


É um livro também em que todos os personagens são importantes e fazem a diferença: você se familiariza com eles muito fácil, são quase reais. Especificamente a Perry e o Dex, têm um lado humano, um lado de humor e um lado sombrio que a autora soube mostrar ao leitor e dosar muito bem.

Eu simplesmente adorei a Perry! Ela tem um comportamento meio “dark”, e foi uma personagem muito bem desenvolvida: eu me identifiquei com vários pensamentos dela (hilários), me divertiu muito! Mas o leitor percebe que ela está muito perdida em sua vida e precisa de um empurrãozinho do destino.
“Sei que só tenho vinte e dois anos, mas eu realmente achava que já teria chegado lá nessa idade. É muito ambicioso, porém não consigo evitar. Cresci sentindo sempre que eu era especial, como se fosse destinada a fazer algo de fato incrível com minha vida e ter um impacto na das pessoas. Esse é provavelmente o motivo pelo qual passei por tantas atividades diferentes no decorrer dos anos. [...] Tentei todas as coisas para encontrar a minha coisa, mas saí com nada concreto para mostrar no fim das contas. Talvez se eu tivesse insistido e ficado em apenas uma coisa, algo poderia ter acontecido, mas meu medo é de que tudo possa passar direto por mim.”
Já o Dex é muito amor! Ele é um personagem que traz pro livro algo mais sexy, mais intrigante. Você realmente não sabe qual é a dele em nenhum momento, ele é muito legal! hahaha. Eu shippei muito os dois como um casal, muito mesmo!
“Encontrei os olhos dele. Eles não haviam deixado os meus, como se ele estivesse esperando que meu olhar retornasse ao dele. Eu sentia como se ele estivesse tentando me hipnotizar. Eu estava dividida entre me sentir alerta e querer afastar o olhar, ou mergulhar mais fundo nele e me perder. Então havia aquela sempre presente sensação de aperto no peito, a sensação de que não havia ar o suficiente, de que eu estava afundando nesse indescritível redemoinho.”
Acho que apostar num livro como esse foi muito legal da parte da editora, ele deveria estar sendo mais falado por aí. Pra mim a capa dele é um espetáculo à parte e a diagramação combinou com a história. As folhas são amareladas e houve raros erros de digitação. Algo que eu reparo de vez em quando nas leituras são os nomes dos personagens, adorei alguns nesse livro! Pra falar a verdade, adorei praticamente tudo nesse livro XD


Meu único motivo para dar 4 estrelas (e meia) a esse livro é que ele termina totalmente sem explicações e faz parte de uma série. E eu detesto quando começo a ler um livro e só descubro que ele tem continuação no final, é frustrante! Mas apesar de não conclusivo, ao mesmo tempo eu adorei o clima do final, teve um lado que foi muito fofo <3

Aí é o que eu digo: cadê a continuação agora pra ler? CADÊ? Por favor Única, publiquem looogo! Descobri que nos EUA a série já está no sétimo livro, e Perry e Dex continuam como protagonistas ;)

Com 352 páginas, Dark House é um livro um pouco extenso sim, mas não cansativo, muito pelo contrário! Eu recomendo muito essa leitura, mas tomem cuidado, tá? Ele vicia!
"Ainda tenho cicatrizes dos cortes nos braços. Estão desbotando - quase sumiram - mas estão lá, assim como as cicatrizes no meu coração. Minha história não é lá tão diferente da história de outras pessoas, mas às vezes me pergunto se eu ainda me sentiria tão sozinha e com raiva se não tivesse passado por tudo isso."
Avaliação
quase Excelente e favorito

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Meet&Greet // Raquel Machado e a Vingança Mortal

Entrevista no blog é tudo de bom, né gente? E hoje nós temos a participação super linda da Raquel Machado, autora do livro Vingança Mortal e que alguns de vocês já devem conhecer ou ter visto pela blogosfera. Conheci a Raquel através da União dos Autores, e o livro dela sempre me despertou curiosidade, gosto de histórias do gênero e vi várias resenhas positivas sobre ele. Vamos conhecê-los?

Sinopse
Ao receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam?
Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer.
Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.

Sobre a Autora
Raquel Machado é formada em Ciência da Computação, e participa do mundo das artes desde criança, sendo a literatura uma de suas maiores paixões.
Há anos em meio à blogosfera literária e com histórias sendo escritas em rascunhos, decidiu tirar do baú suas ideias e compartilhar com o mundo.
A autora reside no sul do Brasil, na cidade de Caxias do Sul/RS. Mora com seu noivo, três cachorros e uma estante cheia de livros.
E-mail da autora: raquel.machado2014@yahoo.com.br
Blog da autora: http://leiturakriativa.blogspot.com
♥♥♥

Entrevista

A Colecionadora de Histórias: Raquel, para os leitores que ainda não conhecem a história do Vingança Mortal, o que eles podem esperar?
Raquel: Vingança Mortal é um suspense policial ambientado em Lageado Grande - RS. No meu livro vamos encontrar vários mistérios a serem desvendados, onde cada personagem esconde segredos sendo alguns deles fatais.

A Colecionadora de Histórias: Nos conte uma curiosidade sobre o livro.
Raquel: Um fato curioso sobre meu livro é a questão dos "javalis", sim temos javalis no livro, e eles realmente existem e inclusive em Lageado Grande - RS. Lá eles praticam a caça a esses animais, pois eles são uma verdadeira ameaça aos fazendeiros do local. Inclusive quando fui fazer uma sessão de autógrafos na cidade encontrei com um caçador local de javali que me contou como funciona a caça.

A Colecionadora de Histórias: Sou uma grande fã de suspense e livros do gênero policial, e Vingança Mortal segue essa linha. Quais são os autores desse meio que você mais gosta?
Raquel: Eu leio muito, sou blogueira e minha lista de leituras acaba sendo muito eclética. Nesse gênero de suspense policial o principal autor para mim é o Sidney Sheldon, do qual já li todos os livros e inclusive me inspirei para escrever minha história.

A Colecionadora de Histórias: Você tem algum hábito na hora de escrever, como ouvir música, por exemplo?
Raquel: Algumas vezes sim, algumas vezes enquanto escuto uma música uma cena vem na minha mente. Sobre o hábito de escrever não sei se tenho algo padrão sobre isso. As histórias surgem na minha cabeça naturalmente, meu único problema e achar tempo para sentar e escrever as mesmas.

A Colecionadora de Histórias: Para publicar Vingança Mortal, você já havia decidido fazê-lo de forma independente, ou chegou a buscar editoras? Conte sua experiência.
Raquel: Então escrevi o Vingança Mortal em 2001 naquela época eu tinha 16 anos e não imaginava que ele ia se tornar um livro. Ano passado (2014) ao conversar com uma amiga fiquei sabendo que a Amazon estava lançando um incentivo a novos escritores onde eles poderiam disponibilizar seus livros em formato digital no site deles de forma gratuíta por um preço razoável, então decidi correr atrás disso. Ao pesquisar fiquei sabendo que a Amazon possui também uma plataforma para livros impressos, então pensei porque não lançar das duas maneiras. veja bem naquela época meu intuito era divulgar minha história e se uma ou duas pessoas a comprassem eu já estaria mega feliz. Então fiz toda correção, diagramação, capa e etc, quando minha cunhada deu a ideia de fazer um lançamento aqui na cidade, pensei nossa ia ser demais ter uma cópia impressa do meu livro, então corri atrás disso também. Em seguida comecei a pesquisar sobre as feiras dos livros, parcerias com blogs, etc.A coisa foi crescendo de uma maneira que eu nem poderia imaginar, porém nem tentei enviar esse livro para as editoras porque como expliquei meu intuito era e continua sendo outro, meu principal objetivo é que minha história chegue aos leitores e que possa dividir um pouco desse meu mundo mágico com todos. A maneira que isso vai acontecer Deus sabe.

A Colecionadora de Histórias: Além de autora, sabemos que você é blogueira também. O Leitura Kriativa já existia antes da publicação do livro, e queria saber o seguinte: hoje, como é a relação que você faz entre os dois, e qual é a importância de um pro outro?
Raquel: Eu acredito que o meu blog e meu livro tem uma grande relação um com o outro. Porque com o blog acabei descobrindo novos livros, conhecendo novos escritores o que enriqueceu minha experiência literária ao se falar de escrita e histórias. Além disso, através do blog conheci muitas pessoas que são amigas e que me ajudaram a divulgar meu livro. Acredito que antes de ser um ótimo escritor devemos ser grandes leitores e o Leitura Kriativa me proporciona isso e muito mais.

A Colecionadora de Histórias: Você tem novos projetos a caminho?
Raquel: Vários, meu problema ultimamente é focar em um deles. Minha cabeça anda a mil e tenho várias ideias de histórias a serem escritas. Esse ano estou tentando me focar em acabar uma deles chamada "Histórias do Povo", que será uma coletânea de 20 contos todos relacionados ao dia-a-dia das pessoas, o diferencial desses contos e que todos terão dois finais então o leitor poderá escolher o destino do personagem. Todos os contos tem questões relacionados a nossa própria vida como: "Será que caso ou compro uma bicicleta?", "Será que sigo a dieta ou me acabo nos doces?", "Será que ligo para ele no dia seguinte ou não?", todos regados com uma pitada de bom-humor.

A Colecionadora de Histórias: O que você tem a dizer de positivo e/ou negativo sobre as formas de apoio que os blogs literários dão aos autores nacionais?
Raquel: Como sou blogueira tenho em mente os dois lados da moeda. Acredito que os blogs são ferramentas fundamentais para a divulgação de novos escritores. Nosso mercado ainda precisa abrir mais a mente para histórias desenvolvidas aqui no nosso país, isso tem melhorado muito, porém temos um grande caminho a percorrer ainda. Os blogs são fundamentais nessa parte, além de divulgar eles dão um apoio enorme para nossas obras, e posso dizer com toda certeza que eles tem sido uma das minhas principais motivações por continuar nesse caminho árduo, afinal todo escritor adora receber um feedback dos seus leitores e essa é uma das maneiras que tenho encontrado de receber os meus.

Mensagem final da Raquel
Gostaria de agradecer a você pelo espaço disponibilizado, como disse vocês são peças fundamentais para nosso crescimento literário no país. E convidar a todos que desejam conhecer uma história de suspense ambientada aqui mesmo, que gostam de investigações e mistérios para ler meu livro e trocar uma ideia comigo, afinal adoro conversar com meus leitores. você pode achar no meu e-mail "raquel.machado2014@yahoo.com.br" ou no meu blog "http://leiturakriativa.blogspot.com"
♥♥♥

E pra quem chegou até aqui, espero que tenham gostado! Obrigada Raquel, suas respostas foram ótimas!

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Resenha // Paraíso - Deyse Ramos Nicoli




Livro: Paraíso
Autora: Deyse Ramos Nicoli
Editora: Novo Século
Gênero: Romance
Ano: 2012
Páginas: 397
Volume: Único
Literatura Nacional
Skoob




Sinopse
Esta é a história de uma mulher como muitas outras. Marcada por suas tragédias pessoais, cansada, sem expectativas ou sonhos, Débora deixa sua família e parte em busca de uma nova vida. Sua fuga a levará a um lugar distante de tudo o que ela conhecia. Uma grande fazenda, localizada na pequena cidade de Vila Paraíso. O lugar a surpreende de diversas maneiras. A paisagem é de tirar o fôlego, o novo trabalho é tudo o que ela precisava, e as pessoas, a extensão de sua própria família. Tudo parecia perfeito, mas Marcos, um dos donos da fazenda, vai macular a perfeição desse Paraíso. Ele fará de tudo para afastar Débora de sua fazenda, transformando a tranquilidade de sua nova vida numa sucessão de acontecimentos surpreendentes e angustiantes. Os dois irão travar uma batalha visando proteger suas feridas e esconder as cicatrizes que carregam dentro de si. Porém, um poderoso sentimento surgirá entre eles, fazendo-os abandonar seus princípios e questionar sua própria sanidade. Poderá esse sentimento apagar todas as cicatrizes que eles carregam?

Fiquei muito contente quando a autora Deyse Ramos Nicoli aceitou a parceria com o blog e pude receber e ler Paraíso. Agora venho contar pra vocês minhas impressões sobre a leitura!
Num lugar distante e desconhecido eu buscava o meu futuro. Era assustador, como atirar num buraco escuro sem ver o chão. Mas era uma escolha minha. Um futuro distante de tudo o que era o meu passado. Uma nova estrada. Um novo começo.
Eu tinha algumas expectativas com a história de Paraíso e não me decepcionei. O livro é um romance original e de qualidade, mas principalmente, com cara de nacional, e isso é importante. Vejo muitos autores explorando a cultura de outros países em seus livros e tendo sucesso, mas também fico feliz quando um autor consegue retratar a essência do nosso país (ou uma parte dele) de forma natural, e a autora merece esse mérito!
O livro conta a história da Débora, que se vê em busca de um novo começo para a sua vida na Vila Paraíso. Ela encontra um emprego como professora no local e decide sair de sua casa e tentar uma nova vida nessa pequena cidade, bem longe de seus antigos problemas e sofrimentos, e determinada a superá-los: mas isso nem sempre é tão fácil. A personagem passou por um relacionamento bem complicado no passado e ainda convive com sequelas dele, como seus pesadelos e a baixa auto estima.
Olhei as cicatrizes quase invisíveis em minhas mãos. O tempo apagava-as lentamente. Pena não fazer o mesmo pelas cicatrizes da alma. Essas estavam nítidas como se houvessem sido feitas recentemente. E era difícil conviver com elas.
Vila Paraíso se mostra um lugar tranqüilo e bonito, com moradores bondosos e simpáticos... Ou quase todos. Débora é convidada para morar no casarão da Fazenda Boa Vista, com a família que a contratou: Dona Carmem e seus filhos Max (e sua esposa Eva), Marcos e o caçula Leo. Marcos é a exceção à regra, e também tem motivos para isso. Os dois se estranham logo de primeira, mas entre trombadas e desastres, acabam nutrindo sentimentos indesejados um pelo outro. No entanto, até admitirem isto para eles mesmos e vencerem seus fantasmas... Muitas águas vão rolar.


A Débora é uma protagonista que já sofreu muito e está tentando ser forte e superar seu passado: ela teve um namorado que não foi nada bom pra ela, além de ter perdido um bebê ainda na gravidez. É uma personagem pela qual o leitor consegue ter bastante empatia, e ela também é muito amiga e um pouco muito desastrada, rs.
Quando ela e Marcos se conhecem, Débora literalmente fica deslumbrada com o homem, acha ele muito bonito e todos que o conhecem concordam que é parecido com o ator Hugh Jackman (Wolverine). Ao longo do livro percebemos que há muita paixão reprimida entre os dois, um pouco selvagem até.
O Marcos, assim como a Débora, tem um passado problemático com relacionamentos também, mas reflete isso em sua personalidade. É um personagem muito difícil de se lidar, na maior parte do tempo vemos seu lado estressado, grosso, possessivo e impulsivo... Com paciência vemos que lá no fundo ele é legal XD No entanto, pessoalmente falando, não foi um personagem masculino que me agradou tanto assim. Ele é lindo e talz, mas tem umas características que não gostei muito, e demora milênios para o leitor descobrir o que ele realmente sente, esconde muito o jogo. Mas a autora deixa clara a personalidade dele desde o começo. E como diria a Selena Gomez para a Débora The heart wants what it wants, não tem jeito kk.
Um homem como ele trazia à tona a mulher que eu queria apagar.  Frágil, carente e infeliz. Uma lágrima teimosa caiu sem que eu a pudesse conter. Eu havia vindo para Paraíso fugindo dessa mulher, mas ela estava de volta dentro de mim, ansiando por um homem que não a queria. Mais uma vez.
Os personagens secundários do livro são super importantes e divertidos, e de certa forma, salvam um pouco o andamento da história. A Dona Carmem é uma senhora muito boa para a Débora, a Eva é uma ótima amiga, o Max é super sensato e ótima pessoa, e o Leo é lindo e engraçado.


Esse é um romance do tipo mais adulto. A narrativa da autora é muito boa, dei umas risadas no começo do livro e adorei o cenário que é a Vila Paraíso, dá vontade de conhecer o lugar! Para além do romance, o livro nos traz várias mensagens sobre a vida, e gostei do fato de ter um pouquinho de Deus nele também. O leitor claramente percebe que a autora passou por várias das situações narradas no livro, e achei muito bonito a Deyse conseguir passar essa verdade na escrita dela.
A diagramação de Paraíso é simples, e acho a capa bem bonita e ideal para a história. Encontrei poucos erros de revisão durante a leitura.
Sobre a história, achei um pouco longa demais, o número de páginas poderia ser menor. Não vejo excepcionalidades no enredo em si, mas os personagens e alguns elementos de escrita e construção fazem a diferença nesse livro e valem a leitura.
Algo engraçado é que o enredo lembra muito novela de tv, sabem? Poderia dizer que a história era como se fosse uma novela passando na minha cabeça, muito interessante isso. E o final do livro foi uma graça, gostei bastante!
[...] posso dizer que estive do outro lado. Onde ninguém quer estar. No lugar antagônico ao Paraíso. Você deve imaginar do que eu estou falando. Mas não pode saber como foi estar lá. Esse castigo é reservado a alguns que, como eu, andaram pela estrada mais larga. É o preço do livre-arbítrio.

Avaliação
Muito bom

domingo, 10 de maio de 2015

Booklist // Dicas da mamãe

Feliz dia das mães colecionadores! Tive a ideia desse post hoje kk Pedi para a minha mams leitora e fã número 1 do blog, Sandra, indicar alguns livros dos quais ela tenha gostado muito, pra ser algo especial nesse dia das mães. Espero que vocês gostem! *-*

Eu e a minha boca grande - Joyce Meyer
Sua boca está ocupada falando sobre todos os problemas de sua vida? Parece que sua boca tem vontade própria? Coloque sua língua em um curso de imersão para a vitória. Você pode controlar as palavras que fala e fazê-las trabalhar para você!
"Eu e minha boca grande" lhe mostrará como treinar sua língua para dizer palavras que o colocarão em um lugar superior nesta vida. A famosa autora Joyce Meyer enfatiza que falar a Palavra de Deus deve vir acompanhado de viver uma vida em completa obediência à Bíblia para ver o pleno poder de Deus fluindo em sua vida.
Pássaros Feridos - Colleen McCullough
No panorama da ficção contemporânea, ´Pássaros Feridos´ tem, sem dúvida, um lugar de honra. Trata-se de um romance denso, épico, pungente e literariamente bem estruturado. Seus personagens, sofridos e marcantes, se integram num cenário rude e fascinante: as vastas extensões dos campos australianos, povoados de carneiros e rarefeitos de homens, que forçam seus minguados habitantes a uma existência isolada, pioneira, quase primitiva, na qual os caracteres se modelam muito à semelhança desse ambiente.
Como eu era antes de você - Jojo Moyes
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
O Duque e eu - Julia Quinn
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.
Temperamentos transformados - Tim LaHaye
Tim LaHaye apresenta quatro dos principais personagens bíblicos que tiveram o temperamento transformado pelo Espírito. Com eles você aprenderá os passos necessários para uma grande mudança que somente Deus pode fazer em sua vida.
Bem mais perto - Susane Colasanti
Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá. Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada. Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele.
A Casa Torta - Agatha Christie
Em Swinly Dean, conhecido subúrbio de Londres que se orgulha de seus três excelentes campos de golfe para os financistas da cidade, ergue-se uma pequena casa torta: Três Oitões. Nela também vive uma família torta. E é nela que ocorre o frio e deliberado envenenamento de seu chefe, Aristide Leonides, grego, extremamente rico, dono de uma personalidade marcante.
Quem o teria assassinado? Sua mulher? Os filhos? Os netos? Cada um deles tinha um bom motivo para tal, mas cada um tinha também um álibi.
O octogenário Aristide Leonides, dono de grande fortuna, é envenenado em sua mansão, onde vivia com toda a família — sua esposa, cinqüenta anos mais jovem, dois filhos, duas noras, três netos e uma cunhada. Qualquer um poderia tê-lo matado. O único motivo evidente é a fortuna deixada como herança. Mas parece pouco provável que alguém se dispusesse a sujar as mãos por causa do testamento de um velho em idade já tão avançada. Charles Hayward não tem como não se envolver na história: Sir Arthur Hayward, seu pai, é o comissário-assistente da Scotland Yard responsável pelo caso; e Sophia, com quem pretende se casar, é uma das netas da vítima. Portanto, Charles tem seus motivos para tentar solucionar o mistério.
Armadilhas da mente - Augusto Cury
Camille é mulher bela, rica e brilhante, capaz de deixar as pessoas impressionadas com sua habilidade de debater e argumentar. Mas seus diplomas e seu intelecto não foram suficientes para evitar que se tornasse vítima de suas próprias emoções.
Casada com o banqueiro Marco Túlio, Camille sempre foi fechada em seu próprio mundo.Crítica, obsessiva, pessimista, não gostava de ser confrontada e não se curvava diante de ninguém, nem de psiquiatras ou psicólogos. Não concluía nenhum tratamento.
Vendo a depressão, as manias e as fobias de sua esposa se agravarem, Marco Túlio resolve comprar uma linda fazenda para que ela possa se afastar do estresse da cidade, respirar ar puro, se reconectar com a natureza e, quem sabe, com ela mesma.
Mesmo assim, transtornos mentais a impedem de sair de casa e pesadelos constantes não a deixam dormir. Enclausurada em sua própria mente, Camille piora a olhos vistos.
A reviravolta, porém, muitas vezes começa onde menos se espera. Quando conhece o excêntrico jardineiro da fazenda, Camille se surpreende com sua inteligência e, ao interagir com ele, a alegria volta pouco a pouco ao seu coração.
Em seguida entra na sua vida o sábio e instigante psiquiatra Marco Polo, que a estimula a superar os conflitos e procurar um personagem que deixara pelo caminho: ela mesma. Camille terá que aprender a se perdoar e a compreender pessoas “imperdoáveis”.
Profundo e emocionante, Armadilhas da mente é uma aula de filosofia e psicologia, que mostra que os labirintos da psique humana são bem mais complexos do que qualquer um de nós é capaz de imaginar.
O contrabandista de Deus - Irmão André, John e Elizabeth Sherril
A extraordinária história de um missionário cristão que levou a Palavra de Deus para todos os países comunistas, pregando para a Igreja clandestina, e contrabandeando a Bíblia para os cristãos que estão por detrás da Cortina de Ferro.
Orgulho e Preconceito - Jane Austen
Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.
A Seleção - Kiera Cass
Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...
E o melhor de todos que dispensa apresentações!


E como ela deixou eu colocar uma foto nossa, não vou perder a oportunidade, haha. Uma simples homenagem a todas as mães!