domingo, 24 de agosto de 2014

Meet&Greet // Ana Lúcia Merege e O Castelo das Águias


Olá colecionadores!
Hoje nós temos mais uma entrevista com autor, espero que gostem :)
Dessa vez vamos conhecer a Ana Lúcia Merege, que é autora do livro de fantasia O Castelo das Águias, e da continuação A Ilha de Ossos. Ela também escreve contos em sites e antologias, artigos, e já publicou alguns livros de ficção. Você pode conferir os contos e ter mais informações no blog dela aqui.
Vamos conhecer os livros:

Livro: O Castelo das Águias

Autor: Ana Lúcia Merege

Editora: Draco

Gênero: Fantasia/Romance

Literatura Nacional

Volume: 1 de 2

Páginas: 192

Ano: 2011




Sinopse
O Castelo das Águias é um lugar especial. Localizado nas Terras Férteis de Athelgard, região habitada por homens e elfos, abriga uma surpreendente Escola de Magia, onde os aprendizes devem se iniciar nas artes dos bardos e dos saltimbancos antes de qualquer encanto ou ritual.
Apesar de sua juventude, Anna de Bryke aceita o desafio de se tornar a nova Mestra de Sagas do Castelo. Aprende os princípios da Magia da Forma e do Pensamento e tem a oportunidade de conhecer pessoas como o idealizador da Escola, Mestre Camdell; Urien, o professor de Música; Lara, uma maga frágil e enigmática, e o austero Kieran de Scyllix, o guardião das águias que mantêm um forte elo místico com os moradores do Castelo.
Enquanto se habitua à nova vida e descobre em Kieran um poço de sentimentos confusos e turbulentos, uma exigência do Conselho de Guerra das Terras Férteis põe em risco a vida e a liberdade das águias. Com o apoio de Kieran, Anna lutará para preservá-las, desvendando uma trama de conspiração e segredos que envolvem importantes magos do Castelo.

Eu conheci a Ana através de um grupo no facebook, e ela foi muito simpática em nossa primeira conversa, concordando em dar essa entrevista ao blog. Uma curiosidade é que ela é formada em Biblioteconomia e trabalha na Biblioteca Nacional, então conversamos sobre isso também *-*
Ainda essa semana estarei resenhando um dos contos dela pra que vocês conheçam e fiquem curiosos com os livros e os outros contos também ;)

A Autora
Ana Lúcia Merege descende de fenícios do Líbano e de Al-Gharb. É aquariana, mochileira e toma café o dia inteiro. Ganha seu pão desvendando manuscritos antigos e contemporâneos na Biblioteca Nacional, mas sua vocação sempre foi contar e escrever histórias. Vive em Niterói – RJ com o marido e a filha. Dedica-se atualmente a escrever contos no universo de Athelgard e a divulgar seu trabalho e a Literatura Fantástica em geral.

Entrevista
A Colecionadora de Histórias: Sua profissão te ajudou na questão de ser escritora?
Ana Lúcia: Eu comecei a escrever bem antes de ser bibliotecária ou me decidir a sê-lo. Na verdade, acho que minha profissão de verdade é escritora, mas me formei em Biblioteconomia, é meu ganha-pão e com certeza uma área do meu interesse, especialmente no que concerne à história do livro (que demanda muita pesquisa, assim como a escrita) e à mediação e disseminação da leitura. Acho que no fim dá para dizer que uma coisa ajuda a outra: eu aprendi a fazer pesquisa, aprendi a me expressar através de textos e uso essas ferramentas em minhas duas profissões.

A Colecionadora de Histórias: Como tudo começou?
Ana Lúcia: Sempre escrevi. Sabe aqueles desenhos que a gente faz quando criança? Os meus eram ilustrações, tinham legendas e balõezinhos. Acho que tudo que já fiz, desenhar, tocar violão, estudar teatro – enfim, muitos dos meus estudos e vivências foram no fundo uma forma de adquirir a bagagem necessária para contar histórias.

A Colecionadora de Histórias: O que te inspira na hora de escrever? Quais são suas referências?
Ana Lúcia: Músicas, imagens, estar em contato com a natureza, especialmente bosques e rios; situações que vivo, coisas que leio... e as coisas que pintam na minha cabeça, mesmo, depois de ter elaborado tudo isso.

A Colecionadora de Histórias: Como você constrói os personagens? Existe algum baseado em pessoas que você conhece, ou parecido com você?
Ana Lúcia: Construo os personagens, quase sempre, a partir da característica que os faz aparecer no texto. Se eu quero escrever, digamos, sobre um professor inglês muito metódico, começo com uma característica marcante (contar os minutos que leva fazendo as coisas, por exemplo) e vou criando a partir daí. Alguns se desenvolvem bastante, ficam mais complexos, outros têm personalidades e funções limitadas àquele momento. Muitos personagens meus se parecem com pessoas que conheço, ou chega um certo momento em que acabam se parecendo, mas as histórias de vida são diferentes, assim como os cenários. Anna de Bryke, de O Castelo das Águias e A Ilha do Ossos, é uma espécie de alter ego, mas outros personagens possuem traços meus, ou traços que eu gostaria de possuir, ou já possuí.

A Colecionadora de Histórias: O que o leitor encontra e pode esperar de suas histórias?
Ana Lúcia: Espero que ele encontre textos gostosos de ler, fluentes, com personagens legais e uma trama bem amarrada. Que tenha vontade de ler mais, saber mais, trocar ideias e criar alguma coisa a partir daquilo. Não como plágio, fanfic ou coisa parecida; eu queria que meu trabalho ficasse registrado na memória intelectual e afetiva de meus leitores. Que, quando eles procurassem na bagagem aquilo que os inspirou, lhes transmitiu força e lhes deixou boas recordações, meus textos estivessem lá.

A Colecionadora de Histórias: Você tem vontade de escrever outros gêneros além de fantasia? Fale um pouco sobre seus outros projetos.
Ana Lúcia: Eu quero escrever principalmente livros infanto juvenis, para crianças um pouco mais novas. Alguns dos que tenho em mente não se encaixariam no gênero fantástico, ou então são recontos de histórias tradicionais. Mas fora isso... acho que tudo é fantasia mesmo, embora em vários subgêneros. Tenho alguns contos de fantasia dark que foram bem recebidos e quero investir também em fantasia urbana, embora minha paixão recorrente seja a fantasia épica e medieval.

A Colecionadora de Histórias: Como você acha que está a Literatura Fantástica no Brasil? Quais são as dificuldades desse mercado e em que podemos melhorar?
Ana Lúcia: Falta a gente conseguir conquistar o grande público, sair do fandom, como muitos autores estrangeiros do gênero estão conseguindo. Um caminho para isso é atingir o leitor mais novo, que está formando e consolidando seus hábitos de leitura. Mas também temos que vencer um preconceito do público contra literatura nacional em geral, não apenas a de gênero.

Mensagem Final:
Neil Gaiman já resumiu tudo numa frase... Façam boa arte! :)
♥♥♥

Gostei muito das respostas dela! Desejo muito sucesso e agradeço a Ana pela entrevista, espero que ela tenha gostado de participar também!
E aí, o que acharam? Beijos!

Tem sorteio rolando na fanpage do blog até o dia 12/09, participe! ;)

13 comentários:

  1. Muito legal essa iniciativa, bem original!!! Amei!

    Beijooooooos.
    http://victor-reads.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A pessoa trabalha desvendando manuscritos antigos... =O

    Que maravilha...

    http://cheiadepapo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Adoreei a entrevista! É sempre muito bom conhecer melhor os autores, e já tinha ouvido falar desse livro, tenho bastante curiosidade em ler!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem review da Bienal do Livro no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
  4. Amei a entrevista e o blog! Parabéns!
    Beijos
    http://letterofwinter.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Carol!
    A autora é uma fofa!
    Adorei as respostas dela e o seu posicionamento. Muito interessante a entrevista.
    Espero que ela faça muito sucesso e tenha seu trabalho reconhecido e amado por muitos leitores.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Carol, tudo bom?
    Adorei a entrevista de hoje.. Não conhecia a autora e nem os trabalhos dela. Apesar de não ter achado a capa do livro muito atrativa, me interessei pela sinopse. Adoro o gênero, então... rs! Concordo com ela sobre a dificuldade dos autores nacionais, em qualquer gênero... Mas espero que esse preconceito seja quebrado aos poucos. Acho que nós, blogueiros, de alguma forma estamos colaborando com isso. Pelo menos é o que espero, rs!
    Beijo grande.

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entrevista, gostei muito das respostas dela haha.
    http://a-ultimasereia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá gosto de escrever e no meu site posto minhas palavras em poesias. Adorei seu site quero firmar contigo parceria.
    Site: www.ernando.tk

    Contato: https://www.facebook.com/DiasNando

    ResponderExcluir
  9. Oie Carol =)

    Já tinha visto o livro em alguns blogs, mas não conhecia muito sobre a autora.
    Parabéns pela entrevista ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  10. Acho que ainda a literatura brasileira, exceto as clássicas, estão iniciando em um mundo mágico e os autores perdem um pouco com isso, ela tem razão. Mas com esforço as coisas vão mudando aos poucos. Parabéns à autora pela perseverança e sucesso.

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  11. Oii,

    Eu gostei muito da entrevista!! Acho que nossa literatura está crescendo e mudando a visão de muita gente.
    Adorei saber um pouco mais dela :)

    Beijinhos,

    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  12. É tão bom quando uma pessoa que admiramos o trabalho nos dá atenção. E que emprego ela tem hein? desvendar manuscritos... poxa, desejei esse emprego. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Adoro as entrevistas que você faz, que além de me inspirar, mostrando que os escritores são gente como a gente e que se eu realmente trabalhar pra isso posso publicar um livro um dia, ainda me apresenta os escritores brasileiros, que eu conheço tão pouco....

    Bjão Carol!

    Blog Subexplicado

    ResponderExcluir

Querido leitor, deixe seu comentário, ele é muito importante pra nós! *-*
Vamos adorar visitar seu blog e retribuir, é só deixar o link ;D